Mais uma semana para definir o futuro do Santos FC

Eleição Santos FC

“Santistas de todo mundo, uni-vos!”

As cinco chapas que concorrem à direção do alvinegro de Vila Belmiro ganharam mais alguns dias para conquistar o voto do associado (ainda) indeciso.

Será uma semana tensa pelos lados da Rua Princesa Isabel…

Acredito que apenas três chapas disputam  a vitória eleitoral, as comandadas por José Carlos Peres, Modesto Roma e Fernando Silva.

Orlando-Rollo-Presidencia-Santos-Final-263x351pxA chapa encabeçada por Orlando Rollo (chapa 3 – Pense novo Santos), com fortíssimo aparato publicitário e grande militância de torcedores (muitos não associados ao clube), no meu modo de entender faz barulho, mas não  terá votos o suficiente para emplacar…

1Nabil presA chapa 2 (Avança Santos), de Nabil Khaznadar, saiu extremamente desgastada com tudo que aconteceu neste sábado. Se antes do adiamento já sofria pesadas críticas, agora, então é o alvo preferido de grande parte dos santistas.

Ficam as outras três chapas oposicionistas.

image.fernando.silva_Fernando Silva (Mar Branco), que segundo informações estava tendo grande aceitação nas urnas em São Paulo, em Santos não me pareceu tão forte assim. Ao contrário, apresentava-se com poucos militantes ou simpatizantes. Desta forma, o “Mar Branco” dependeria de uma vitória consagradora em São Paulo, algo como 50% dos votos para garantir a Presidência do SFC no ano de 2015.

Modesto RomaModesto Roma (Santos Gigante),  candidato de Marcelo Teixeira, por sua vez, estava bem em Santos, principalmente entre os sócios mais antigos (o que não é novidade para nenhum associado do clube). Porém sua campanha em São Paulo apresentava-se extremamente frágil, segundo relatos.

Peres-Arquivo-Pessoal
E finalmente, José Carlos Peres, da chapa 3 (O Santos que a gente quer). Peres, apesar de não apresentar um visual de campanha tão impactante como as chapas “Pense Novo Santos”, ou “Santos Gigante” (que acertou nas camisetas amarelas)  tem a seu favor uma militância forte nas redes sociais  como no fórum “Espírito Santoooos”  e uma proposta mais generosa ao Santos e ao futebol brasileiro.  Seu eleitor é distribuído de maneira mais homogênea e deveria receber uma boa votação tanto em São Paulo como em Santos.

Cálculos de todas as chapas convergem no índice de 30% a 35% para vencer a mais concorrida eleição da história do SFC. Assim, o candidato que tiver uma votação equilibrada nos dois polos de votação (São Paulo e Santos) sairá vencedor.

Um outro cálculo importante é em relação a composição do Conselho Deliberativo, onde o estatuto santista prevê a cláusula de barreira de 20% dos votos. Pessoalmente acredito que no máximo 3 chapas ultrapassariam tal cláusula, com grande probabilidade de apenas 2 atingirem tal quociente.

Desta forma, pessoalmente acredito numa disputa entre Peres e Roma, com Fernando Silva correndo por fora.