Arquivo da categoria: Mongaguá

Vai começar tudo de novo

Amigos,

Apesar da apatia geral, teremos “novas” eleições para Prefeito em Mongaguá.

Num quadro geral de desalento pela população das práticas políticas   de nossos representantes, Mongaguá deverá ter na próxima eleição um inédito conjunto de pré-candidatos à Prefeito.

Um deles deve ser o eterno Artur Parada Prócida (PSDB). O veterano político foi derrotado na última eleição (2012), no entanto ganhou a prefeitura graças a trapalhada de seu oponente na época, Paulinho Wiazowski (DEM) (que ao realizar propaganda irregular, perdeu o cargo).

Os tucanos de Mongaguá devem repetir a dobrada de 2012, isto é, Artur e Márcio Cabeça, o que não anima em nada aqueles que torcem por uma novidade no campo político.

A oposição deve ir ao pleito dividida, e coloque dividida nisso.

 

A principal candidato da oposição, ao menos por enquanto, é o vereador Jacó Neto (PP), que deve contar com Sílvio do Itaóca (PTB), como vice. Praticamente é o mesmo grupo político que atuou na campanha de Dr Pedro em 2012, contando novamente com o apoio do PT. PT, que devido a crise política desinchou, com a saída de filiados que migraram para partidos como PSDB e PSB (ambos aliados a nível estadual).

 

O DEM deverá lançar o vereador Rafael Redó ao cargo de Prefeito, com o vereador Badu (PSD) de vice. O ex-prefeito Paulinho vem apoiar a dupla, porém devido a seu afastamento da cidade nos últimos anos, é uma incógnita os dividendos eleitorais de seu apoio. Rafael Redó conta ainda com o prestígio de seu pai, e claro, de diversas pessoas pessoas da equipe da administração de Paulinho Wiazowski.

 

O vereador Renato Donato (PSB) surge também como pré-candidato, com a REDE indicando o cargo de vice. Aposta o seu sucesso em seus apoiadores nas redes sociais.  Vereador de primeiro mandato, aposta no “novo” como possibilidade de vitória.

Bem, “novo” é artigo em falta na política de Mongaguá.

Todos os candidatos tem práticas semelhantes, possuem a mesma origem. Isto é, ou são de famílias tradicionais ou são  políticos de carreira.

Não temos um candidato que tenha uma prática de tentar organizar a população.

Não temos um candidato que tenha sido em algum momento um líder comunitário, de associação de bairro, ou sindicato.

As pautas, salvo surpresas, devem ser as mesmas, isto é, bem conservadoras, Não teremos um candidato de esquerda, nem mesmo de centro. Pode-se dizer que as candidaturas num espectro “ideológico” estarão na centro-direita (PP/PTB e PSB/REDE) e na direita (PSDB e DEM/PSD).

A ausência de um grupo “à esquerda” é altamente preocupante em termos de perspectivas à classe trabalhadora e para a população mais pobre.

PSol inexiste em Mongaguá, assim como o PCB ou PCO.

O PC do B, em Mongaguá, deve-se manter na órbita do PSDB(!!!).

O PSTU, que já é bem pequeno, estraçalhou-se a nível nacional com o seu apoio ao golpe sobre Dilma. Tinha informações que lançaria candidatura própria, mas caso se concretize tal possibilidade, será uma participação simbólica, na minha avaliação.

E o PT?

Apesar dos esforços da sua direção municipal, onde a atuação do jovem presidente do partido (Fernando Felize) é uma boa surpresa, colhe os frutos dos erros de presidentes anteriores e da enorme crise política em termos nacionais. Aposta única e exclusivamente em candidatura à Câmara de Vereadores, mantendo-se na coligação montada desde a eleição passada, porém sem os mesmos problemas municipais de 2012.

Vejam que curioso: A Câmara de Mongaguá conta com quatro vereadores de oposição a atual administração, e TODOS deverão sair candidatos a cargos majoritários!

É de  se pensar não?

Dentro dessa difícil realidade, temos uma oposição que apesar das tentativas de alguns setores (entre eles o PT), fragmentou-se. O que em tese ajuda a situação (PSDB).

Sem novidades. sem alterações profundas, vamos para mais uma eleição com os mesmos nomes que rondam a política mongaguaense a pelo menos 10 anos.

Desta forma, como faremos o nosso voto?

Manteremos a atual administração? Optaremos pelo candidato de oposição com maiores chances de vitória?  Escolheremos o mais experiente? O Candidato mais ao centro? Ou aquele com verniz de “novo”, porém com as mesmas práticas passadas?

Espero que o povo, em sua sabedoria, saiba julgar.

Dilma faz Reforma Agrária em Mongaguá!

Amigos,

Boa notícia neste início de 2014:

Dilma oficializa reforma agrária em Mongaguá, desapropriando a área da Fazenda Itaóca, dando posse para as famílias dos trabalhadores rurais do local.

Outras cem localidade do Brasil foram agraciadas com a medida concretizada no final de 2013.

Assim, o Brasil vai avançando no caminho da diminuição da desigualdade social.

Antes foi a demarcação das terras indígenas, agora, a reforma agrária.

Mas não é apenas a posse da terra…

Junto virão a assistência técnica, o “minha casa, minha vida”, o “luz para todos”, “água para todos”, o “crédito instalação”, permitindo que o agricultor possa trabalhar com tranquilidade para o sustento familiar.

No caso da Fazenda Itaóca são 509,1933 ha que permitiram o assentamento de 42 famílias!

Veja o link do INCRA para ler a matéria na íntegra:

http://incra.gov.br/index.php/noticias-sala-de-imprensa/noticias/14122-medidas-da-presidenta-dilma-inovam-a-reforma-agraria

Uma luta desenvolvida nos últimos anos.

Aqui mesmo no blog já tratei deste assunto em abril de 2011 (http://prof-guilherme.capesp.org/?p=1628)

Da esquerda para direita: Timóteo (assessoria Deputado Simão Pedro), Neti (Direção Estadual do MST), Roberto (posseiro), Luisão (Presidente da Associação dos Produtores Rurais da Mata Atlântica), mais dois posseiros, Professor Guilherme (CAPESP), posseira, Deputado Simão Pedro (PT) e outro posseiro. Dia 15 de abril de 2011, em frente a Prefeitura de Mongaguá.

Uma vitória dos trabalhadores de Mongaguá!

Uma vitória dos militantes do Partido dos Trabalhadores que sempre estiveram ao lado dos posseiros e suas famílias.

Déjà vu

Amigos,

2013 começouu em Mongaguá com a típica sensação de “déjà vu”.

Depois de dias de trânsito insuportável, filas intermináveis nos mercados e caixas de banco, tudo embalado ao som de estridentes funks, sertanejos e que tais, o turista da virada retorna ao seus lares.

São quilômetos de congestionamento na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, num trajeto previsto para ser feito em no mínimo em 6 horas.

Deixam na cidade dinheiro, sujeira e vizinhos aborrecidos.

No âmbito político temos a posse do Prefeito, Artur.

Artur teve menos votos que Paulinho, porém em decisão da Justiça Eleitoral tomou posse hoje. Ainda não é definitivo, o que torna a situação um tanto surreal.

Na Câmara de Vereadores o escolhido para a presidência da Câmara foi o vereador Baianinho. Baianinho foi eleito pelo PTB, partido que apoiou o candidato Dr Pedro, porém o vereador e seus apoiadores fizeram campanha explícita ao candidato do PSDB, Artur.

E assim segue a vida em Mongaguá…

Ano novo,  vida velha.

Aniversário de Mongaguá.

Amigos,

Hoje é feriado em Mongaguá!

A simpática Estância Balneária, de praias e ruas tranquilas (sem a necessidade de um semáforo sequer  – ao menos, por enquanto), completa mais um ano de emancipação política.

São 53 anos de Mongaguá.

Destes, vivenciei os últimos 24 anos.

Muita coisa aconteceu desde então…

Vi a duplicação da Padre Manoel da Nóbrega, facilitando o acesso à cidade… ao mesmo tempo perdi inúmeros amigos atropelados…

Vi a construção da pista de descida da Imigrantes, trazendo muito dinheiro para cidade e muitos problemas, também…

Vi inúmeras reformas na Praça Fernando Arens… Vi a retirada do relógio, os bancos em forma de “jota”, a demolição da banca de jornal e a construção da quiosque de tapioca.

Vi a chegada do esgoto, começando pela Vila São Paulo (lado praia) e só após mais de 15 anos chegar à Vila Atlântica, Vera Cruz e Agenor de Campos (lado morro).

Vi a urbanização da orla… E a retirada das dunas, que volta e meia teimam em  retornar, ocupando com areia o asfalto colocado.

Vi poucos shows na praia… um deles de Jorge BenJor inesquecícel… assim como o de Jair Rodrigues (nem me perguntem o ano, é impossível que eu lembre), mas vi diversos circos… Beto Carrero, Romano, Espacial, Stancovich, isso sem esquecer de um cirquinho que vi em frente de casa, cuja principal atração era uma cabrita ensinada…

Vi a cidade na areia, com os bloquetes e agora, com asfalto…

Aqui construí minha casa, ou melhor construímos… pois sem a ajuda de minha esposa, em absoluto teria conseguido algo…

Aqui, criei meus 3 filhos… que usaram do serviço público fornecido à população, seja na saúde, educação ou transporte.

Aqui, tive alegrias e tristezas… nascimento e morte… fui solidário e tive solidariedade…

Em Mongaguá fui militante sindical, partidário e associativo.

Em Mongaguá lutei pela educação pública, pela saúde do funcionalismo e pelos direitos da população.

Em Mongaguá fiz greve, piquete e organizei assembleias.

Em Mongaguá conheci e fiz amigos… com alguns, me decepcionei (e não são mais meus amigos), com outros tenho orgulho de dizer que ainda são meus amigos…

Mongaguá que escolhi, ao lado de minha esposa, para morar…

Mongaguá que mesmo sem ter o charme histórico de Itanhaém ou de Peruíbe, possui manifestações culturais ainda desconhecidas para uma parte significativa de sua população.

Temos uma natureza esplendorosa para celebrar o 53º aniversário de nossa cidade!

Temos uma população que sabe ser cativante para comemorar o 53º aniversário de Mongaguá!

Pena que não tenhamos certeza de quem será o próximo Prefeito, mesmo depois de 2 meses das eleições ocorridas…

Mongaguá não merecia este presente de aniversário!

Vergonha em Mongaguá!

Amigos,

A eleição para Prefeito em Mongaguá ainda não terminou.

Mais um candidato teve seu registro impugnado. Agora, o candidato do DEM – Paulinho.

UMA VERGONHA!

No presente momento, a situação é a seguinte:

Paulinho (DEM)  – candidatura impugnada, votos não válidos –  irá recorrer em Brasília

Artur (PSDB) – candidatura impugnada, votos não válidos – esta recorrendo em Brasília

Pedro (PTB) – único com votos validados

Porém, como há (até o momento) mais votos anulados por decisão da Justiça eleitoral do que votos válidos, caso o TSE confirme as duas impugnações teremos novas em eleições em Mongaguá!

Enquanto isso vivemos no campo das hipóteses…

SE o TSE votar todos os recursos até 31 de dezembro, menos mal. Caso não consiga, teremos a posse dos vereadores e a eleição da Presidência da Câmara. O Presidente da Câmara assumirá interinamente a Prefeitura até as novas eleições (isso se não acontecer novas impugnações).

Ou seja, UMA DESMORALIZAÇÂO!

SE o TSE decidir pela impugnação de um candidato e outro não, o não impugnado será o novo Prefeito…

Quer dizer, CONSTRANGEDOR!

SE o TSE decidir pela manutenção das duas candidaturas, o resultado será aquele definido (?) nas urnas em outubro.

De qualquer modo, as eleições deste ano estão marcadas pelo baixo nível, pelos recursos jurídicos e total ausência de propostas políticas.

Ou seja, os 2 principais atores políticos fizeram a população de bobos em todo período eleitoral.

Talvez o único ponto positivo desta história toda é que PODE SER que a classe política de Mongaguá tome VERGONHA e passe a atuar politicamente com maior seriedade.

Chegamos ao fundo do poço.

LAMENTÁVEL…

VERGONHOSO!

Andanças Políticas (09/10/2012)

Paulinho (DEM) continuará neste prédio mais 4 anos.

Amigos,

Terminou a campanha eleitoral… terminou? ainda não…

Para Prefeito sim, tudo finalizado… Paulinho foi o vencedor com 12.039 votos.

Dr Pedro, oficialmente, até agora ficou em 2º com 5.948. O representante tucano (Artur) não teve seus votos computados, uma vez que sua candidatura estava indeferida sob recurso.  O resultado final e oficial apenas após o julgamento do recurso.

Continue lendo

Andanças Políticas (07/10/2012)

Amigos,

Treze horas de domingo!

Faltam apenas 4 horas para o fechamento das urnas… o resultado deve estar praticamente definido. O Clima na cidade é tranquilo, não choveu e apenas pequenas ocorrências com cabos eleitorais e propaganda irregular foram divulgadas… uma calmaria (até agora) um tanto surpreendente.

Querm vai ganhar as eleições?

Com toda sinceridade, não sei…

Gostaria muito que as eleições tivessem ocorrido sem as mentiras e as desinformações que correram soltas ao longo de todo processo… no entanto, isso não aconteceu… muitos ainda usam de artifícios pouco éticos na busca insana pelo poder…

Gostaria muito que meus candidatos fossem os vitoriosos nas urnas ao final do dia… Seria uma grande lição naqueles que apostam na desinformação, na ingenuidade e até na ignorância dos menos afortunados…

Daqui a pouco saberemos qual foi o resultado disso tudo.

“A sorte esta lançada”!

Andanças Políticas (06/10/2012)

Amigos,

Amanhã termina a disputa eleitoral… Em Mongaguá, uma das piores em muitos anos… mentiras sobre mentiras e golpes baixos… muitos.

Chegamos na véspera sem ao menos saber com precisão quantos candidatos estão realmente aptos a receber o voto… Há apenas um candidato sem contestação na Justiça, um outro concorrendo aguardando o julgamento final de seu recurso (ja carimbado como ficha suja) e um outro que esta respondendo a um pedido de impugnação (que pode tornar-se ficha suja).

O certo é que a mídia impressa da região (jornais de Santos, pois os de Mongaguá não gozam de credibilidade) apresentou a seguinte situação: Dos 3 concorrentes, o TSE divulgará os votos de apenas dois… O resultado final será conhecido apenas após o julgamento de seu recurso, que acontecerá após as eleições.

Assim, neste domingo, os boletins do TSE divulgarão os votos dos candidato Paulo (DEM) e Pedro (PTB). O candidato tucano (Artur) não deverá ter seus votos divulgados.  E a enorme maioria da população desconhece tal fato… muitos votarão sem o devido conhecimento dos fatos. E isso é muito ruim para a Cidade e para a democracia, mas parece que alguns não se importam com isso… mais vale a disputa cega pelo poder.

Neste sábado ainda não há um favorito destacado para vencer as eleições… pesquisas forjadas são publicadas como se fossem verdadeiras, sob o disfarca de “enquete”… e coloca-se números como se fossem coelhos pulando da cartola. Uma prática lamentável e triste.

Na rede social a maioria das postagens limitaram-se a repetição de palavras de ordem (algumas sem o menor sentido),  e as ofensas (cada vez mais pesadas). Propostas foram poucos comentadas ou divulgadas… e  candidato defendendo o programa de seu partido, praticamente inexistiu (salvo algumas postagens de candidatos à esquerda)…

Apesar de uma campanha que muitas vezes beirou a indigência intelectual e política, procurei escolher candidatos que fugissem dessa geléia geral…

Em Mongaguá, voto Dr Pedro (14) e Alex (13.123)

Na região, torço pelo sucesso de alguns amigos…

Em Itanhaém, sem dúvida, torço muito pela reeleição da Vereadora Professora Regina (13.456);

No Guarujá, pela eleição de Reginaldo Pacheco (13.131);

Em Santos, um ótimo candidato a vereador é o Hugo (50.100);

Em Peruíbe, temos a Dalva Gregório (13.513) para vereadora;

E em Cubatão, a reeleição de Márcia Rosa (13) na prefeitura de Cubatão.

Paar encerrar, vale a pena ver o vídeo que segue… para rir e pensar…

Andanças Políticas (04/10/2012)

Amigos,

Nestas eleições vários amigos, colegas de associação e escola são candidatos. Apresento alguns, aqui da Baixada Santista:

Em Mongaguá, temos:Professor Alex do PT, Professor Marco Mountain (PSDB e Professora Márcia (PSB). Em Itanhaém, a Vereadora, Professora Regina (PT) candidata a reeleição. Em Peruíbe, Dalva Gregório (PT). E em Santos, o companheiro Hugo Coviello (PSol).

Em primeiro plano, Professor Alex do PT. Professor da ETEC, é associado CAPESP desde 2010
Marco Mountain, do PSDB. Associado CAPESP desde 2009.
Professora Márcia (PSB). Associada CAPESP desde 2011.
Vereadora Professora Regina, na Câmara de Itanhaém.É associada CAPESP desde 2008.
Dalva Gregório (PT), de Peruíbe.Aposentada, é associada CAPESP desde 2006.
Hugo (PSol), da ASSOJUBS. Ex Presidente da CR da CCM Santos, um parceiro do CAPESP nas lutas pelko IAMSPE.