Arquivo da tag: DPME

CAPESP exige transparência e humanização nas perícias médicas.

Amigos,

Saiu no Portal do CAPESP  a posição oficial da entidade sobre o caso das professoras barradas pela Perícia Médica (DPME).

Pela imediata integração das professoras ao Quadro do Magistério Paulista!

Transparência e humanização nas perícias médicas!

Veja o texto na íntegra no link: http://www.capesp.org.br/portal/lendonews/2112/

Ainda sobre o caso das professoras…

Amigos,

Desde que lia notícia fiquei incomodado.

Quando soube de mais alguns detalhes, além de incomodado, fiquei inconformado.

Quer dizer que o Governo do Estado de São Paulo barra a possibilidade de trabalho de algumas pessoas por sobre peso?

O Departamento de Perícias Médicas (DPME) juntamente com a Secretaria da Saúde  e a Secretaria da Educação  resolveram que “gordos” não podem lecionar!

Mesmo que possuam boa saúde, isto é, que exames realizados não tenham revelado nenhum sinal de doença que impeça a realização do trabalho docente, não são considerados em condições de exercer a função a qual foram aprovados em concurso público!

A alegação de que estão fora de forma, que poderiam desenvolver doenças e se afastarem do trabalho às custas do Estado é de uma “futorologia” impressionante. Agora, alguns médicos do DPME, além de praticarem a medicina, fazem “previsões”… astrologia, cartas ou leitura de mãos?

Pode-se concluir que, a partir de agora, o Estado de São Paulo não contratará fumantes, pois a possibilidade de contraírem doenças graves e ficarem afastados do serviço é alta… pessoas que se declarem sem cuidados em sua vida sexual ativa, também estariam impedidos de exercerem a função pública… asmáticos crônicos também não lecionariam na rede pública, pois podem desenvolver doenças mais graves e num momento de crise ficariam afastados da sala de aula, onerando o Estado com sua licença médica…

Esse é o raciocínio do Governo do Estado de São Paulo?

Somente os mais “aptos” poderiam trabalhar? É isso?

(Uma lembrança surge:… Alemanha, década de 30)

Entendo que a atitude de impedir o trabalho de professores que estejam com peso acima do recomendável, seja uma violação dos direitos da pessoa, de uma discriminação e preconceito gigantescos, num claro desrespeito à Constituição.

Total repúdio a tal medida!

Toda a solidariedade às (aos) professoras (es) atingidos por tamanho absurdo!

Que a Secretaria da Educação, a Secretaria da Saúde, a Secretária de Gestão, o DPME  revejam suas orientações e aceitem o ingresso destes profissionais na Rede Pública Estadual!

Gordos não podem lecionar?

Amigos,

Se tivessem me contado, não acreditaria…

Artigo publicado no blog do Kotscho, mostra com todas as letras, que o DPME (Departamento de Perícias Médicas do Estado) reprovou cinco professores/as gordos/as, sob a alegação que obesidade é doença.

No Estado de São Paulo, gordos não podem lecionar?

Leia a matéria completa e reflita.

http://colunistas.ig.com.br/ricardokotscho/2011/02/02/por-que-gordo-nao-pode-dar-aulas/