Arquivo da tag: Dr Pedro

Andanças Políticas (04/10/2012)

Amigos,

A campanha eleitoral chega à sua reta final… e num clima de total indefinição!

Particularmente, e os amigos que acompanham o blog sabem disso, desde o início do ano tinha essa convicção: que as eleições de 2012 seriam imprevisíveis!

(confirme aqui: http://prof-guilherme.capesp.org/?p=3161 e aqui: http://prof-guilherme.capesp.org/?p=3341 as análises realizadas)

Pois bem, hoje 04 de outubro, ainda não temos um favorito destacado… tudo pode acontecer.

Mas, vamos tentar colocar na tela o que percebo para os próximos dias…

Em ordem alfabética:

Artur (PSDB) –  Teve sua candidatura contestada nos tribunais, foi enquadrado no ficha limpa e entrou com recurso. Conseguiu um despacho favorável (mas não definitivo) pelo MP, o que na visão de seus correligionários significa uma vitória no TSE. Na realidade ainda falta o parecer defitivo do Ministro, porém sua candidatura segue e tudo indica que realmente não haverá troca de nomes na urna. Porém, o desgaste em sua campanha foi evidente. A campanha tucana escorregou bastante e, de levemente favorita, hoje corre para obter o voto “útil” para derrotar o candidato situacionista (Paulo – DEM). A chapa de vereadores sentiu muito o desgaste e fala-se que o PSDB fará apenas 2 vereadores… e que o filho do candidato a Prefeito estaria com sérias dificuldades em emplacar seu nome entre os eleitos… mas, pesquisa, sondagem ou enquetes sobre vereadores é algo extremamente difícil de se aproximar da realidade, então qualquer prognóstico quanto a nomes, é muita especulação. Mas, há um entendimento geral que o PSDB deverá fazer apenas 2 vereadores eleitos em 7 de outubro. A coligação PDT e PC do B poderá fazer mais 2 vereadores e a coligação encabeçada pelo PV terá grandes dificuldades em eleger um único vereador.

Paulo (DEM) – Quando todos falavam que estava préviamente derrotado, eu e outros companheiros de partido afirmávamos que não…  e estávamos corrretos! Com uma rejeição recorde, na ordem de 70%, Paulinho foi aos poucos revertendo sua impopularidade… Obras como a conclusão da Plataforma de Pesca, a conclusão do Ginásio de Esportes da Vila Atlântica e o asfaltamento de inúmeras vias na periferia de Mongaguá (às custas de um endividamento de 12 milhões de reais), alavancou a candidatura do Prefeito à reeleição… chegando na véspera das eleições em condições de estreito favoritismo. Suas ações na justiça eleitoral com as tentativas de impugnação da candidatura tucana provocou reações díspares na população… os eleitores simpáticos à candidatura tucana estão entre os que preferem ver o diabo na frente e não o  Prefeito… Sua coligação deve eleger 2 ou 3 vereadores… mas, assim  como na chapa do PSDB, o irmão do prefeito também estaria com dificuldades para manter-se na câmara de vereadores… A coligação encabeçada pelo PSB pode fazer ouros 2 vereadores e a coligação em torno do PPS esta com riscos de não atingir o quociente elitoral… caso atinja,fará apenas 1 cadeira.

Pedro (PTB) – O “azarão”…. Algumas vezes sua campanha foi a “anti-campanha”, dentro do estilo introspectivo e calmo do candidato. Criticado por muitos pela não participação no debate da TV Santa Cecília, mostrou que sua estratégia tinha sido coerente… o debate foi um festival dfe “pancadarias” entre os outros candidatos e com uma troca de acusações que frustou e irritou grande parte daqueles que acompanharam pela TV.  Assim, em silêncio, em constantes caminhadas, Dr Pedro (como é conhecido) foi consolidando a “3ª via”. Sua candidatura ganhou apoio entre os sindicalizados do serviço público municipal e estadual.  A evidente falta de recursos financeiros é, por mais paradoxal que seja, sua maior aliada… esta em condições de apresentar todas as mazelas que os grandes finaciadores de campanha podem produzir numa administração… um discurso de grande impacto no eleitorado, principalmente quando conversado na base do “olho no olho”. Uma de suas bandeiras é o fato de ser o único candidato totalmente “ficha limpa”. tem o apoio do PT, que permitiu temperaturas elevadíssimas nas redes sociais… onde alguns diziam que “ainda bem que o PT esta nas eleições, do contrário o debate não teria graça”. Sua coligação deve fazer 3 cadeiras na câmara, podendo chegar a 4.

Andanças Políticas (30/09/2012)

Amigos,

Neste final de semana o cômite de Educação – Dr Pedro 14 realizou sua plenária.

Com a participação de dezenas de professores e  militantes, foi uma atividade muito proveitosa onde os princípios básicos da futura administração foram explicitados:

Participação;

Transparência;

Profissionalismo.

Ficou claro o compromisso da candidatura Dr Pedro em estabelecer concurso público para o cargo de Diretor de Escola em Mongaguá, passando a fazer parte da carreira do magistério, e não mais continuar como cargo de confiança/comissão.

Diversos assuntos vieram à tona… assédio moral, qualidade de ensino, os custos de aluguéis e apostilas, o combate ao bullyng, a questão da segurança nas escolas comma criação da Ronda Escolar Municipal, aumentar a oferta de vagas nas creches, além de incentivar a participação da comunidade escolar nos diversos conselhos municipais (Educação, FUNDEB e Merenda).

Um futuro melhor se desenha com a presença de Dr Pedro no comando administrativo em Mongaguá… Esse foi o sentimento de todos ao final do encontro.

Falta uma semana apenas… é hora de arregaçar as mangas e confirmar o voto, fazer com que o indeciso faça sua escolha.

E a melhor escolha para Mongaguá e a renovação, é Dr Pedro, da coligação “Mongaguá merece muito mais” (PTB/PT/PMDB/PP e PSol).

Compromisso com a Educação comprovada pelo Ministro Mercadante, que gravou um depoimento para Mongaguá.

Andanças Políticas (23/09)

Foto: Mariza Munhoz

Amigos,

Ontem tive a oportunidade de participar de uma bela carreata!

Uma quantidade enorme de veículos (automóveis, vans, traillers, caminhões, carretas, carros, bicicletas e motocicletas) fizeram um alegre cortejo pelas avenidas de Mongaguá.

Partindo da divisa com Itanhaém, chegando a Vila São Paulo, retornando pelo Centro e culminando na Vila Operária.

Um trajeto que levou horas para ser percorrido… Mais de quatro horas de buzinaço, bandeiras agitadas, animação… com a receptividade da população, aplaudindo e sorrindo ao ver a imensidão de veículos…

A carreata tinha um grande diferencial… não houve combustível liberado… quem compareceu, o fez por acreditar na vitória da coligação PTB/PT… eram militantes, e não “milipagos”.

E isso assustou os adversários…

Continue lendo

Andanças Políticas (14/09/2012)

Amigos,

Nesta 6ª feira estive junto com alguns companheiros, apresentando o Plano de Trabalho para a Educação ao candidato a prefeito de Mongaguá, Dr Pedro (PTB).

Numa conversa franca, fraterna e altamente produtiva, ficou demarcada a proposta de atuação do Plano: Participação, Transparência e Profissionalismo. Estes princípios formam o tripé básico apresentado ao Dr Pedro.

O Trabalho apresentado foi fruto de diversas reuniões que congregaram mais de uma dezena de experientes profissionais de ensino que desejam e lutam por uma educação de qualidade, compromissada com os alunos e com as lutas do magistério.

Presentes no evento, além de educadores, militantes do Partido dos Trabalhadores, o candidato a vereador Professor Alex do PT, Pedrão (candidato a vereador pelo PTB), e claro, Dr Pedro, candidato a Prefeito pelo PTB.

Da esquerda para direita: Professor Alex (13.123 -PT); Dr Pedro (14-PTB), Professor André Lopes, Professor Julio Watanabe, Professor Volnei e Professor Guilherme. Em pé: Jair.

Andanças Políticas (04/09/2012)

Amigos, a grande novidade da campanha em Mongaguá, foi a divulgação pelo TSE do deferimento do recurso contra o candidato Artur (PSDB), tornando-o momentaneamente inelegível.

Ainda cabe recurso pelo candidato, num prazo de 3 dias, mas sem dúvida a situação do PSDB em Mongaguá fica muito delicada.

Ainda que consiga reverter no Judiciário a decisão (que na 2ª instância foi pela inegilibilidade), sem dúvida sua imagem ficará arranhada. Parte de seus correligionários (candidatos do PRP – partido coligado)  já divulgam como substituto o vice, Márcio Cabeça.

Tudo isso, numa campanha equilibrada como a atual, deverá servir para embolar ainda mais a disputa pela cadeira no prédio da Avenida Getúlio Vargas.

Por outro lado, o candidato a reeleição, Paulo Wiazowski comemorou o resultado (ainda não definitivo) como se a eleição estivesse decidida… o que considero um engano.  Primeiro, óbviamente, que ainda não esta definido (é provável o indeferimento, mas ainda cabe recurso), segundo que caso ocorra a inegibilidade, o PSDB manterá um concorrente… não tão forte, porém com mais juventude e com um discurso que pode cair no gosto popular, e finalmente que é possível que uma parte considerável dos eleitores do PSDB possam apoiar a candidatura do PTB/PT, Dr Pedro (que conta com a menor rejeição entre os 3 candidatos) em represália ao atual prefeito.

Até o feriado as coisas estarão quentes em  Mongaguá, numa eleição nunca antes vivenciada na cidade.

Para saber mais: http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=164137&idDepartamento=5&idCategoria=0

Prefeitura de Mongaguá

Largada parelha

Amigos do Blog, foi dada a largada para a corrida ao prédio da Avenida Getúlio Vargas.

E como já havíamos comentado, não há um favorito destacado…

Pesquisa realizada pelo jornal “A Tribuna” (em 17/07), indicam empate triplo no 1º lugar, com uma diferença de apenas 3,2 p.p entre o 1º e o 3º colocado.

Na pesquisa espontânea, a diferença fica um pouco maior: 7,5 p.p

Vamos conhecer alguns números:

Na pesquisa espontânea, é Paulinho quem fica na frente entre os 3 candidatos, porém o “não sei” é disparado o mais respondido :

Paulinho (DEM) é candidato a re-eleição

Não sei  – 63, 5%

Paulinho – 13, 2%

Artur – 11, 8 %

Pedro  –  5,6 %

Na estimulada, os números mudam:

Artur – 25, 9%

Paulinho  –  23,5 %

Pedro –  22,7 %

Não sei  – 20,3 %

Nenhum/nulo/branco – 7,6 %

No quesito rejeição, o equilíbrio se desfaz, pois Artur e Paulinho são bem mais rejeitados do que Dr Pedro:

Dr Pedro (PTB) tenta pela segunda vez ser eleito prefeito de Mongaguá

Artur – 26%

Paulinho – 22,2%

Dr Pedro – 10,3 %

Quanto a certeza do voto,  o eleitor de Paulinho é o mais convicto:

Paulinho – 58, 8% de seus eleitores não pretendem mudar de voto

Artur – 51,7 %

Dr Pedro – 44 %

Ou seja, mais da metade dos atuais eleitores do Dr Pedro admitem a possibilidade mudar de voto até o dia da eleição, é o voto mais volátil entre os 3 candiatos.

Outros dados bem interessantes são que Paulinho e Dr Pedro são os preferidos entre os eleitores mais jovens (de 16 a 24 anos); Artur lidera na ampla faixa dos 25 aos 59 anos, e a liderança volta para Paulinho entre o pessoal sexagenário.

Artur (PSDB) tenta voltar à Prefeitura

Na pesquisa podemos verificar que Artur é o candidato dos ricos (46% entre aqueles que recebem de 4 a 8 mil reais) e Dr Pedro é o preferido na faixa de renda familiar entre 1 e 2 mil reais.

Veja a matéria na íntegra, aqui: http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=158254&idDepartamento=5&idCategoria=0

A pesquisa por completo , você procurar aqui: http://ipat.atribuna.com.br/downloads.asp?pagina=1&titulo=&idCategoria=&anoBuscar=&mesBuscar=

Declaração

Aos amigos do blog:

Hoje, 23 de junho ocorrerá a convenção do PT, homologando a dobrada com o PTB.

Tenho como correta a decisão do PT de Mongaguá em aprovar a coligação com o PTB do pré-candidato, Dr Pedro.

Em que pese o confuso e questionável processo interno de indicação do nome ao cargo de Vice-Prefeito, que culminou com a indicação de Patrícia (cujos apoiadores em nenhum momento demonstraram vontade política no sentido de uma coligação com o PTB), declaro que em face  da difícil construção da coligação no campo majoritário e da chapa de candidados proporcionais com o PMDB, que meu nome não é obstáculo para a campanha petista. Alguns companheiros solicitaram que mantivesse meu nome na disputa, inclusive com a possibilidade de recursos às instâncias superiores do Partido. Porém refletindo sob a luz do pragmatismo político e das necessidades imediatas do Partido retirei meu mone de qualquer ação que obstruisse a confirmação da coligação no campo majoritário.

Tenho claro que a construção da aliança majoritária que custou meses de trabalho árduo, foi alcançado com o apoio da ampla maioria do Partido (militantes, filiados, pré-candidatos e parte do DM). Parabenizo os companheiros do GTE que fizeram um debate político de alto nível junto aos partidos hoje coligados, debate que permitiu que a vaga de vice-Prefeito fossse conquistada pelo Partido dos Trabalhadores de Mongaguá.

Agradeço aos diversos companheiros do PT de Mongaguá que indicaram meu nome à disputa do cargo.

Agradeço a demonstração de apoio que recebi de diversos parlamentares do PT, da região e do Estado.

Agradeço aos amigos que incentivaram a minha participação neste debate.

A necessidade da união partidária e coligada fala muito mais alto que qualquer sentimento individualista. A tarefa coletiva foi construida e com sucesso.

Meus movimentos políticos não ocorrem por interesses mesquinhos e imediatos, mas sim  em torno de uma estratégia coletiva, onde a classe trabalhadora seja a maior beneficiada.

A luta não acabou, ela apenas começou… pois as eleições estão batendo à porta.

Agora, nossa tarefa é eleger vereadores do PT e dar sustentabilidade à candidatura Dr Pedro.

Ousar, lutar…

Lutar, vencer!

Às ruas, companheiros!

O que vem por aí…

Amigos de Mongaguá, as eleições municipais se aproximam.

Aqui, em nossa pequena cidade do Litoral Sul, o quadro político é muito interessante. A corrida para o prédio da Avenida Getúlio Vargas será intensa e não há um grande favorito para vencer.

Hoje, há 5 pré-candidatos ao cargo maior do Município: Paulinho (DEM), Artur (PSDB), Dr Pedro (PTB), Patrícia (PT) e Francisco Xavier (PR).

De todas as prés-candidaturas, 3 estão cristalizadas: DEM, PSDB e PTB, as ouras 2 pré-candidaturas caminham para coligações maiores.

As conversas mais adiantadas, em termos de coligações e alianças ocorrem no campo da oposição… entenda-se aqui oposição, as candidaturas de oposição à atual administração e de oposição ao Governo Estadual.

Vamos par uma pincelada em cada pré-candidatura:

DEM – Deverá indicar o atual prefeito, Paulinho. Paulinho apresenta um desgaste natural de sua administração. Conta com alguns trunfos na mão,  como a Reforma da Plataforma de Pesca (em obras eternas na administração anterior), a vinda do SAMU, a construção da UPA em Agenor de Campos (ambas com recurso do Governo Dilma), a construção do novo Fórum e a reforma do Ginásio de Esportes inacabado junto à piscina municipal.  Por outro lado, o desgaste provocado pela notória sujeira nas ruas, pelos buracos crônicos na cidade, pela confusa política viária aliada a questionável política de aluguel de diversos prédios para uso público (a biblioteca foi parar numa sala de shopping) e a polêmica construção da nova escola em terreno alugado, tornam a administração atual alvo de inúmeras críticas.

Alguns afirmam que não conseguirá repetir o desempenho eleitoral de 2008 e que será seu último ano à frente da prefeitura. Não compartilho desta opinião pré-estabelecida. Há o desgaste, sem dúvida… mas com a máquina na mão e diversas obras para entregar em 2012, Paulinho deverá reverter parte do eleitorado a seu favor, porém  não é favorito.

Conta (até o momento) com o apoio dos seguintes partidos políticos: DEM, PSD, PSB, PPS, PMN.  Não há definição do Vice, mas um dos cotados ao cargo é o experiente Dr Uilson (atual Diretor do Hospital de Mongaguá). Conta com o apoio da maioria da Câmara: Zé Pedro (PPS), Badu (PSD), Rafael Redó (DEM), Aida (DEM) e Besny (PSB).

PSDB – Deverá indicar o ex-Prefeito Artur. Virá com chapa pura, com o vereador Márcio Cabeça (PSDB) como vice. O principal trunfo é sua experiência administrativa. Foi Prefeito em 3 ocasiões: 1992/96; 2000/2004; 2004/2008, além de ter sido vice em 1988/1992. Uma nota curiosa é que não conseguiu eleger o sucessor em nenhuma de suas passagens pela Prefeitura. Conta com grande popularidade, porém seu 2º Governo teve grande rejeição o que explicaria a derrota de seu candidato. Contará com o apoio do Governo Estadual, afinal não é segredo para ninguém que o PSDB investirá pesado na região para ampliar a quantidade de Prefeituras em seu favor (hoje o PSDB tem apenas a Prefeitura de Itanhaém em seus quadros).

Partidos que até agora apoiam sua pré-indicação: PSDB, PV, PRP e (surpresa!) PC do B.

Na Cãmara conta com o apoio solitário de Márcio Cabeça (PSDB).

PTB – Deverá indicar o ex Vereador Dr Pedro. Nome sem grandes rejeições, é um político experiente que já disputou o cargo na eleição passada quando estava filiado ao PSDB. O PTB conta com dois vereadores na Cãmara de Vereadores. A Presidência da Câmara é exercida por seu presidente do DM, o vereador Sílvio do Itaóca e é o partido com maior número de filiados na cidade. Não há definição do Vice, pois o PTB continua conversnado com outras forças políticas e podendo ocorrer acordos de  última hora. Pode ser a grande surpresa do processo.

Partidos que apoiam a pré-candidatura: PTB, PP, PMDB, PSol

São 3 os vereadores que apoiam a pré-candidatura: Sílvio do Itaóca (PTB), Baianinho (PTB) e Jacó Neto (PP).

PT – Tem como pré-candidata a advogada Patrícia Paixão. Sem representação na Câmara, porém calcado na popularidade de Lula e Dilma, o PT aposta na politização da campanha. Em seu último encontro Municipal tirou como resolução que terá candidatura Majoritária, porém esta aberto a conversações com outras candidaturas que estejam fora do eixo PSDB/PPS/DEM. Hoje é um dos maiores partidos de Mongaguá em números de filiados, ficando atrás somente do PTB, PP e PSB. Não esta descartado uma aliança com outros partidos (PTB ou PR).

Não tem nome indicado para vice e nem apresenta apoio formal de outros Partidos Políticos.

PR – Apresenta o estreante Francisco Xavier como pré-candidato à Prefeito, capitaneando uma frente de pequenos Partidos: PR, PT do B, PHS e PCN. Não apresenta um nome como vice. Garante que leverá a candidatura até o fim, mas muitos apostam num apoio a uma ou outra candidatura. O PR não tem representantes na Câmara, assim como os outros partidos apoiadores.

Dos grandes partidos a incógnita é o PDT. Rompido com a atual administração, o partido do atual Vice Prefeito (Dr José Fernando) tende a apoiar o PSDB.

Outros pequenos partidos ainda não se definiram, pois as conversas (tanto local, como em âmbito estadual) podem causar reviravoltas inesperadas.

Os Partidos de esquerda mais radical como o PSTU, PCB e PCO não participarão das eleições municipais em Mongaguá em 2012. O ex-candidato a Prefeito pelo PSTU em 2004, filiou-se ao PTB.

Particularmente, julgo que apenas 3 candidaturas concorrerão em outubro. A conversa nos bastidores é forte, assim como o debate no interior dos Partidos é intensa. Na minha modesta avaliação com apenas três candidaturas, o cenário ficará totalmente indefinido, porém com uma pequena vantagem a candidatura oposicionista (local e estadual). Se os candidatos forem quatro ou mesmo cinco, a atual administração aumenta um pouco suas chances de vitória. Para o PSDB o quadro de seus sonhos seria com apenas duas candidaturas, dando um aspecto plebiscitário ao pleito, o que hoje, acredito, esteja totalmente descartado.

Um outro ponto para ser analisado será o tamanho das coligações. Numa cidade sem campanha de TV, o corpo a corpo é fundamental. Daí a necessiadade de arcos de alianças amplos. Partidos que saírem isolados tenderão a derrota.

Ao contrário de outras eleições de Monaguá, quando sempre havia um favorito destacado com antecedência, desta vez a indefinição será a marca.

Se você converssar com um apoiador da atual administração, ele discorrerá sobre as obras que serão entregues e que garantirão a manutenção de Paulinho no cargo de Prefeito.

Converse com um tucano e ele garantirá que Artur retornará nos braços do povo… se bem que nesta época do ano em 2010 eles tinham a certeza da vitória de Serra para Presidente…

Se você puxar conversa com um apoiador do PTB, ficará surpreso com o otimismo dele… Eles garantem que farão um grande  coligação e que disputarão para ganhar.

Finalmente, converse com um petista… ele tem fé absoluta na força do Partido e no crescimento na cidade… porém, uma nova característica esta colocado entre os simpatizantes de Lula e Dilma… o PT de Mongaguá precisa fazer como Lula fez… conversar, conversar, conversar .

Eu aposto numa campanha empolgante, e que àqueles com problemas cardíacos recomendo um check-up antes do processo eleitoral começar para valer…