Arquivo da tag: Educação

Governo do Estado de SP faz economia com papel higiênico nas escolas paulistas

Amigos,

Essa não dá para não divulgar.

O Governo do Estado de São Paulo corta repasses financeiros para as escolas paulistas neste final de ano. Algumas correm o risco de ficar sem papel higiênico ou sulfite!

Bom, pra quem deixou São Paulo sem água, deixar sem papel higiênico é fácil.

Leia aqui:

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2014/12/1556283-alckmin-corta-verba-de-escolas-paulistas-destinada-a-limpeza-e-obras.shtml

Proposta defendida pelo CAPESP aprovada no Senado

Amigos,

O Senado aprovou o limite máximo de alunos em sala de aulas em classes da pré-escola e ensino fundamental.

Serão 25 alunos, no máximo na pré-escola e nas duas primeiras séries do ensino fundamental; e 35, nas demais séries.

Tal proposta, defendida pelo CAPESP, foi debatida por seus associados em algumas cidades durante a campanha eleitoral, como em Mongaguá e Mauá.

Para tornar-se lei, deverá contar com a aprovação na Câmara dos Deputados.

Leia a matéria na página do CAPESP, aqui:

http://capesp.org.br/c/?p=164

Mais uma etapa superada: Aprovado 10% do PIB para a Educação

Uma boa notícia para a Educação Brasileira:

A Comissão de Justiça e Constituição da Câmara aprovou proposta que cria o PNE (Plano Nacional de Educação) e estabelece a meta de 10% do  PIB para aplicar na Educação Brasileira.

Mais uma etapa superada.

A proposta segue para o Senado.

Uma vitória da Educação e do povo brasileiro.

Leia mais aqui: http://www1.folha.uol.com.br/educacao/1170184-camara-aprova-proposta-que-destina-10-do-pib-para-educacao.shtml

Andanças Políticas (13/10/2012)

Amigos, Passadas as eleições em 1º turno, apresento um breve balanço dos amigos associados do CAPESP que disputaram as eleições em alguns Municípios:

Em Mongaguá:

Prof Alex (PT) – 359 votos (1,25%)

Prof Marco Mountain (PSDB) – 115 (0,40%)

Prof. Marcia (PSB) – 14 (0,05%)

Em Itanhaém:

Professora Regina (PT)  – 789 votos (1,60%)

Em Peruíbe:

Dalva Gregório (PT) – 76 votos (0,26%)

Em Mauá:

Professor Roosevelt (PDT) – 424 (0,19%)

E duas menções especiais:

Para o colobarador em Mongaguá:

Domênico (PSB) – 263 votos (0,92%)

Para o ex-Presidente da CCM Santos, em Santos:

Hugo Coviello (PSol) – 402 votos (0,17%)

Andanças Políticas (30/09/2012)

Amigos,

Neste final de semana o cômite de Educação – Dr Pedro 14 realizou sua plenária.

Com a participação de dezenas de professores e  militantes, foi uma atividade muito proveitosa onde os princípios básicos da futura administração foram explicitados:

Participação;

Transparência;

Profissionalismo.

Ficou claro o compromisso da candidatura Dr Pedro em estabelecer concurso público para o cargo de Diretor de Escola em Mongaguá, passando a fazer parte da carreira do magistério, e não mais continuar como cargo de confiança/comissão.

Diversos assuntos vieram à tona… assédio moral, qualidade de ensino, os custos de aluguéis e apostilas, o combate ao bullyng, a questão da segurança nas escolas comma criação da Ronda Escolar Municipal, aumentar a oferta de vagas nas creches, além de incentivar a participação da comunidade escolar nos diversos conselhos municipais (Educação, FUNDEB e Merenda).

Um futuro melhor se desenha com a presença de Dr Pedro no comando administrativo em Mongaguá… Esse foi o sentimento de todos ao final do encontro.

Falta uma semana apenas… é hora de arregaçar as mangas e confirmar o voto, fazer com que o indeciso faça sua escolha.

E a melhor escolha para Mongaguá e a renovação, é Dr Pedro, da coligação “Mongaguá merece muito mais” (PTB/PT/PMDB/PP e PSol).

Compromisso com a Educação comprovada pelo Ministro Mercadante, que gravou um depoimento para Mongaguá.

Governo do Estado muda as regras para aposentadoria!

Se não bastasse a morosidade no proceso de liquidação de tempo para fins de aposentadoria, que gera espera de mais de 18 meses para a justa aposentadoria de professoras e professores,  a Procuradoria do Estado de São Paulo baixou uma circular com a interpretação da lei…

Para a Procuradoria, o tempo para aposentadoria deve ser o tempo de efetivo exercício e não o tempo de contribuição… isto significa que as faltas médicas e licenças saúde passariam a ser descontadas no tempo de aposentadoria! Quer dizer, se o professor (a) tirar uma licença médica de um mês, deve trabalhar mais um mês antes de se aposentar, mesmo que tenha contribuido para a previdência neste um mês de tratamento médico!

Com isso, mais de 1.900 processos que estavam no SP-PREV estão voltando às DREs para uma nova contagem de tempo… e pior, existe o temor que promovam uma nova contagem de tempo em professoras e professores que já estão aposentados!!!!!

Dessa forma, o CAPESP já informou os conselheiros do SP-PREV atenção especial à matéria e espera novos desdobramentos para breve.

A interpretação da Procuradoria, em nosso entender fere a lei Federal que cita o tempo de contribuição como condição para desfrutar da aposentadoria.

Eleições 2012 – CAPESP Mongaguá realiza debate com seus associados

No sábado, 28 de julho, o CAPESP realizou um encontro com seus associados candidatos às eleições de 2012 em Mongaguá.

Participaram do evento os candidatos Professor Alex (PT), Domênico (PSB) e Professor Marco Mountain (PSDB).

O público presente encaminhou diversas questões aos 3 candidatos que souberam mostrar suas ideias com clareza, elegância e convicção. Todos (público presente e candidatos) foram unânimes em afirmar que o encontro foi altamente positivo e que os associados tem boas opções concorrendo ao pleito eleitoral em Mongaguá.

Ao final do encontro, os candidatos assinaram um termo de compromisso endossando as propostas do CAPESP:

* Defesa e aplicação da “Lei do Piso” em nosso município;

* Defesa do ensino público de qualidade e com independência junto a gráficas, editoras e assemelhados;

* Empenho contra o Assédio Moral, promovendo o diálogo com o funcionalismo através de debates, audiências públicas e legislação específica;

* Atuação na defesa dos interesse do funcionalismo público, promovendo audiências públicas, debates e encontros por ocasião de discussão de plano de carreira, lei orçamentária e aumento salarial;

* Atuar na defesa do atendimento médico ao funcionalismo público estadual em nossa região, através de audiências públicas e encaminhamento de propostas por parte das entidades do Funcionalismo Público;

* Propor através da Câmara Municipal campanhas em defesa da saúde do Professor: saúde vocal, Síndrome de Burnout, entre outras doenças próprias da carreira;

* Valorização das Entidades Representativas de Trabalhadores, através do diálogo constante e intermediando com a administração local as reivindações específicas;

* Defesa da democratização nos diversos Conselhos Municipais em Mongaguá;

* Participação na Câmara em projetos que incentivem a divulgação da cultura local;

* Atuação em projetos de lei de incentivo às Colônias de Férias instaladas em nosso município;

* Encaminhar demandas específicas do CAPESP junto aos órgãos públicos.

Aos 3 associados do CAPESP, boa sorte!

Da esquerda para direita: Domênico (PSB), Alex (PT), Marco Mountain (PSDB) e Guilherme Nascimento (CAPESP)

Caminhos para a Educação: EUA ou Finlândia?

Amigos,

Pertinente artigo publicado no “Viomundo” sobre Educação.

Um pequeno exercício sobre os caminhos que a Educação pode seguir, os padrões da cooperação, do conhecimento e do respeito ao aluno e professor ou o caminho da lógica irracional do mercado, da meritocracia e da privatização.

Leia aqui, o que foi publicado pelo Azenha. Creio que para o público leigo, mas interessado no assunto, será de grande valia:

http://www.viomundo.com.br/politica/diane-ravitch-as-corporacoes-atacam-a-educacao-publica.html