Arquivo da tag: Professores

Professores em greve (mais uma vez)

Amigos,

Os professores da rede pública estão mais uma vez em greve.

Motivo há de sobra…

Pense em qualquer condição de trabalho para um trabalhador comum… as condições dos professores são piores.

Excetuando-se (talvez) a estabilidade e temos as piores condições de trabalho para profissionais com formação universitária.

Desde péssimos salários, condições de trabalho aviltantes e jornadas estafantes.

Passando por discriminação inaceitável aos professores temporários que não podem usar os serviços do IAMSPE.

Soma-se mais uma ameaça, não só aos professores, como a todos os funcionários públicos do Estado de São Paulo: A privatização do Hospital do Servidor Público.

Alia-se a isso a notória falta de disposição ao diálogo com as entidades do funcionalismo por parte do Governo do Estado (característica que sentimos o gosto amargo da indiferença desde 1995).

Então, mais uma vez os professores estão nas ruas.

Serão vitoriosos?

Não sei…

Porém, uma carreira só é valorizada se houver luta.

Uma profissão somente será lembrada pela sociedade, se seus problemas forem discutidas com elas.

Lamento mais uma vez a insensibilidade deste Governo… que mais uma vez empurra o magistério à greve. Mais uma vez…

Que neste ano a sorte nos sorria.

Um desastre chamado Alckmim

Amigos,

Hoje, domigo, 22 de janeiro de 2012, o governo Alkcmim deixa mais uma vez a população paulista perplexa…

Se a violência na USP, na cracolândia não bastassem, hoje a PM paulista, sob as ordens do Governo do Estado de São Paulo provocou a morte (ainda não confirmada) de 7 pessoas na reintegração de posse de área ocupada em São José dos Campos!

A área em questão estava sendo negociada entre a União (Governo Federal) e os participantes da invasão…

Já havia uma decisão da justiça federal de suspensão da ação de reintegração de posse, quando uma ação intempestiva da PM provocou o banho de sangue!

Parlamentares agredidos como o Deputado Marco Aurélio Souza (PT).

Assim são tratados os problemas sociais no Estado de São Paulo, na pancada! na violência! na truculência!

E os problemas de recursos humanos são tratados com sofismas e dissimulações… a”interpretação” da Secretaria de Educação à aplicação da jornada de trabalho segundo a Lei do Piso é um acinte a inteligência e ao bom senso. A resolução emitida pela SE foi suspensa pela Justiça, com uma liminar obtida pelo Sindicato dos professores, fazendo com que a atribuição de aulas seja feita conforme  a determinação judicial.

Amanhã, veremos qual o comportamento do Governo do Estado de São Paulo, se acatará a determinação da justiça (favorável aos professores) ou não. Isto é, se cumprirá ordem judicial (em âmbito estadual) apenas quando de seu interesse e de seus aliados.

Alckmim, um desastre para o Estado de São Paulo!

leia mais em: http://www.viomundo.com.br/denuncias/deputados-denunciam-manobra-de-ma-fe-do-governador-alckmin.html

http://www.viomundo.com.br/denuncias/domingo-de-guerra.html

http://www.blogcidadania.com.br/2012/01/governo-e-justica-de-sp-tem-que-ser-denunciados-a-oea-e-a-onu/

http://www.consciencia.net/pinheirinho-e-nessas-horas-que-o-jornalismo-da-grande-midia-mostra-a-cara/

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/invasao-de-pinheirinho-atropela-negociacao

PS: As informações iniciais de mortos não foram confirmadas até o momento (23:34). Há inúmeros feridos, sendo que um ocupante levou um tiro e foi submetido a uma cirurgia. Dezesseis pessoas foram presas por resistirem à desocupação. Ainda há tensão no Pinheirinho… Estudantes fazem manifestação em frente a casa do Prefeito de São José dos Campos (Eduardo Cury -PSDB)… Os moradores retirados da área em litígio passarão a noite em barracão com chão de lama…

Governo do Estado pretende quebrar as férias dos professores

Amigos,

A última novidade da Secretaria da Educação do Estado é quebrar as férias dos professores.

Hoje, como qualquer outro trabalhador, os professores gozam seus 30 dias de férias,  de maneira ininterrupta, no mês de janeiro.

Agora, a Secretaria de Educação pretende dividir as férias dos professores em dois blocos: 15 dias em janeiro e outros 15 dias em  julho.

Além do reajuste parcelado em 4 anos, agora as férias parceladas!

Tal decisão, sem nenhuma concordância das entidades representativas da educação!

Será que a Secretaria de Educação julga que medidas como essa garantiriam melhor qualidade de ensino?

Duvido…

Dá a impressão que tal medida foi feita, exclusivamente, para atrapalhar os professores…

Mais uma medida tecnocrática, saída da cabeça de alguém que (provavelmente), esta muito tempo longe das salas dos professores e das salas de aulas, ou seja a muito tempo sem pagar num giz…

Pobre São Paulo… nas mãos de técnicos assim, a Educação caminhará para onde?

Imagem: camocimonline.com

Supremo confirma o Piso Nacional do Magistério

Amigos,

O Supremo julgou o pedido de ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) feito por alguns Ex-Governadores (Capitaneados por José Serra) e confirmou a constitucionalidade da lei que criou o Piso Nacional do Magistério.

Uma importante vitória para a Educação Brasileira que alguns (poucos) não queriam.

Hoje o valor desse Piso seria de R$ 1.187,08 para uma jornada de 40 horas, sendo 1/3 da jornada deve ser dedicada a atividades extra-classe e aperfeiçoamento.

Veja a matéria publicada no portal do CAPESP: http://www.capesp.org.br/portal/lendonews/2204/

Foto: 401bennemann.blogspot.com

Alckmim “leciona” Ciências na abertura do ano letivo

Amigos,

O Governador Alckmim foi até uma escola Pública dar uma aula de Ciências para uma turma de 4ª série.

Foi a abertura do ano letivo na Rede Estadual de Ensino.

Alckmim é médico…

Um Professor (quando Governador) poderá entrar num hospital e “cuidar” de um paciente?

Leia a matéria: http://noticias.terra.com.br/educacao/noticias/0,,OI4939419-EI8266,00-Alckmin+da+aula+em+SP+e+promete+contratar+mil+professores.html

CAPESP exige transparência e humanização nas perícias médicas.

Amigos,

Saiu no Portal do CAPESP  a posição oficial da entidade sobre o caso das professoras barradas pela Perícia Médica (DPME).

Pela imediata integração das professoras ao Quadro do Magistério Paulista!

Transparência e humanização nas perícias médicas!

Veja o texto na íntegra no link: http://www.capesp.org.br/portal/lendonews/2112/