Arquivo da tag: PT

Erundina na Presidência da Câmara de Deputados!

Amigos,

Luiza Erundina na Presidência da Câmara de Deputados!

Que a bancada do PT, PC do B e PDT tenham juízo e votem em Luiza Erundina (PSol) para a Presidência da Câmara de Deputados.

Ao meu ver não há alternativa, não se pode admitir a votação em algum parlamentar que apoiou o golpe em Dilma.

Erundina, no lugar do nefasto Cunha!

Veja mais aqui:

http://www.revistaforum.com.br/2016/07/12/com-candidatura-na-camara-erundina-coloca-pt-contra-a-parede-nesta-quarta-feira/

 

 

 

Andanças Políticas (06/10/2012)

Amigos,

Amanhã termina a disputa eleitoral… Em Mongaguá, uma das piores em muitos anos… mentiras sobre mentiras e golpes baixos… muitos.

Chegamos na véspera sem ao menos saber com precisão quantos candidatos estão realmente aptos a receber o voto… Há apenas um candidato sem contestação na Justiça, um outro concorrendo aguardando o julgamento final de seu recurso (ja carimbado como ficha suja) e um outro que esta respondendo a um pedido de impugnação (que pode tornar-se ficha suja).

O certo é que a mídia impressa da região (jornais de Santos, pois os de Mongaguá não gozam de credibilidade) apresentou a seguinte situação: Dos 3 concorrentes, o TSE divulgará os votos de apenas dois… O resultado final será conhecido apenas após o julgamento de seu recurso, que acontecerá após as eleições.

Assim, neste domingo, os boletins do TSE divulgarão os votos dos candidato Paulo (DEM) e Pedro (PTB). O candidato tucano (Artur) não deverá ter seus votos divulgados.  E a enorme maioria da população desconhece tal fato… muitos votarão sem o devido conhecimento dos fatos. E isso é muito ruim para a Cidade e para a democracia, mas parece que alguns não se importam com isso… mais vale a disputa cega pelo poder.

Neste sábado ainda não há um favorito destacado para vencer as eleições… pesquisas forjadas são publicadas como se fossem verdadeiras, sob o disfarca de “enquete”… e coloca-se números como se fossem coelhos pulando da cartola. Uma prática lamentável e triste.

Na rede social a maioria das postagens limitaram-se a repetição de palavras de ordem (algumas sem o menor sentido),  e as ofensas (cada vez mais pesadas). Propostas foram poucos comentadas ou divulgadas… e  candidato defendendo o programa de seu partido, praticamente inexistiu (salvo algumas postagens de candidatos à esquerda)…

Apesar de uma campanha que muitas vezes beirou a indigência intelectual e política, procurei escolher candidatos que fugissem dessa geléia geral…

Em Mongaguá, voto Dr Pedro (14) e Alex (13.123)

Na região, torço pelo sucesso de alguns amigos…

Em Itanhaém, sem dúvida, torço muito pela reeleição da Vereadora Professora Regina (13.456);

No Guarujá, pela eleição de Reginaldo Pacheco (13.131);

Em Santos, um ótimo candidato a vereador é o Hugo (50.100);

Em Peruíbe, temos a Dalva Gregório (13.513) para vereadora;

E em Cubatão, a reeleição de Márcia Rosa (13) na prefeitura de Cubatão.

Paar encerrar, vale a pena ver o vídeo que segue… para rir e pensar…

Andanças Políticas (04/10/2012)

Amigos,

Nestas eleições vários amigos, colegas de associação e escola são candidatos. Apresento alguns, aqui da Baixada Santista:

Em Mongaguá, temos:Professor Alex do PT, Professor Marco Mountain (PSDB e Professora Márcia (PSB). Em Itanhaém, a Vereadora, Professora Regina (PT) candidata a reeleição. Em Peruíbe, Dalva Gregório (PT). E em Santos, o companheiro Hugo Coviello (PSol).

Em primeiro plano, Professor Alex do PT. Professor da ETEC, é associado CAPESP desde 2010
Marco Mountain, do PSDB. Associado CAPESP desde 2009.
Professora Márcia (PSB). Associada CAPESP desde 2011.
Vereadora Professora Regina, na Câmara de Itanhaém.É associada CAPESP desde 2008.
Dalva Gregório (PT), de Peruíbe.Aposentada, é associada CAPESP desde 2006.
Hugo (PSol), da ASSOJUBS. Ex Presidente da CR da CCM Santos, um parceiro do CAPESP nas lutas pelko IAMSPE.

Andanças Políticas (14/09/2012)

Amigos,

Nesta 6ª feira estive junto com alguns companheiros, apresentando o Plano de Trabalho para a Educação ao candidato a prefeito de Mongaguá, Dr Pedro (PTB).

Numa conversa franca, fraterna e altamente produtiva, ficou demarcada a proposta de atuação do Plano: Participação, Transparência e Profissionalismo. Estes princípios formam o tripé básico apresentado ao Dr Pedro.

O Trabalho apresentado foi fruto de diversas reuniões que congregaram mais de uma dezena de experientes profissionais de ensino que desejam e lutam por uma educação de qualidade, compromissada com os alunos e com as lutas do magistério.

Presentes no evento, além de educadores, militantes do Partido dos Trabalhadores, o candidato a vereador Professor Alex do PT, Pedrão (candidato a vereador pelo PTB), e claro, Dr Pedro, candidato a Prefeito pelo PTB.

Da esquerda para direita: Professor Alex (13.123 -PT); Dr Pedro (14-PTB), Professor André Lopes, Professor Julio Watanabe, Professor Volnei e Professor Guilherme. Em pé: Jair.

Andanças Políticas

Apoiando a candidatura da Professora Regina à Vereadora em Itanhaém.

Nesta última quarta-feira estive em Itanhaém apoiando a candidatura da professora Regina (PT) à Câmara de Itaahaém. Regina é uma batalhadora, que colocou o seu mandado a serviço da lutas dos professores. Regina apoiou as lutas das CCM do IAMSPE.

Sindicalista, associada do CAPESP, Regina tem um trabalho acumulado em defesa da educação e da saude.

Fernado Felize, Professora Regina e Guilherme Nascimento

Eleições 2012 – CAPESP Mongaguá realiza debate com seus associados

No sábado, 28 de julho, o CAPESP realizou um encontro com seus associados candidatos às eleições de 2012 em Mongaguá.

Participaram do evento os candidatos Professor Alex (PT), Domênico (PSB) e Professor Marco Mountain (PSDB).

O público presente encaminhou diversas questões aos 3 candidatos que souberam mostrar suas ideias com clareza, elegância e convicção. Todos (público presente e candidatos) foram unânimes em afirmar que o encontro foi altamente positivo e que os associados tem boas opções concorrendo ao pleito eleitoral em Mongaguá.

Ao final do encontro, os candidatos assinaram um termo de compromisso endossando as propostas do CAPESP:

* Defesa e aplicação da “Lei do Piso” em nosso município;

* Defesa do ensino público de qualidade e com independência junto a gráficas, editoras e assemelhados;

* Empenho contra o Assédio Moral, promovendo o diálogo com o funcionalismo através de debates, audiências públicas e legislação específica;

* Atuação na defesa dos interesse do funcionalismo público, promovendo audiências públicas, debates e encontros por ocasião de discussão de plano de carreira, lei orçamentária e aumento salarial;

* Atuar na defesa do atendimento médico ao funcionalismo público estadual em nossa região, através de audiências públicas e encaminhamento de propostas por parte das entidades do Funcionalismo Público;

* Propor através da Câmara Municipal campanhas em defesa da saúde do Professor: saúde vocal, Síndrome de Burnout, entre outras doenças próprias da carreira;

* Valorização das Entidades Representativas de Trabalhadores, através do diálogo constante e intermediando com a administração local as reivindações específicas;

* Defesa da democratização nos diversos Conselhos Municipais em Mongaguá;

* Participação na Câmara em projetos que incentivem a divulgação da cultura local;

* Atuação em projetos de lei de incentivo às Colônias de Férias instaladas em nosso município;

* Encaminhar demandas específicas do CAPESP junto aos órgãos públicos.

Aos 3 associados do CAPESP, boa sorte!

Da esquerda para direita: Domênico (PSB), Alex (PT), Marco Mountain (PSDB) e Guilherme Nascimento (CAPESP)

Declaração

Aos amigos do blog:

Hoje, 23 de junho ocorrerá a convenção do PT, homologando a dobrada com o PTB.

Tenho como correta a decisão do PT de Mongaguá em aprovar a coligação com o PTB do pré-candidato, Dr Pedro.

Em que pese o confuso e questionável processo interno de indicação do nome ao cargo de Vice-Prefeito, que culminou com a indicação de Patrícia (cujos apoiadores em nenhum momento demonstraram vontade política no sentido de uma coligação com o PTB), declaro que em face  da difícil construção da coligação no campo majoritário e da chapa de candidados proporcionais com o PMDB, que meu nome não é obstáculo para a campanha petista. Alguns companheiros solicitaram que mantivesse meu nome na disputa, inclusive com a possibilidade de recursos às instâncias superiores do Partido. Porém refletindo sob a luz do pragmatismo político e das necessidades imediatas do Partido retirei meu mone de qualquer ação que obstruisse a confirmação da coligação no campo majoritário.

Tenho claro que a construção da aliança majoritária que custou meses de trabalho árduo, foi alcançado com o apoio da ampla maioria do Partido (militantes, filiados, pré-candidatos e parte do DM). Parabenizo os companheiros do GTE que fizeram um debate político de alto nível junto aos partidos hoje coligados, debate que permitiu que a vaga de vice-Prefeito fossse conquistada pelo Partido dos Trabalhadores de Mongaguá.

Agradeço aos diversos companheiros do PT de Mongaguá que indicaram meu nome à disputa do cargo.

Agradeço a demonstração de apoio que recebi de diversos parlamentares do PT, da região e do Estado.

Agradeço aos amigos que incentivaram a minha participação neste debate.

A necessidade da união partidária e coligada fala muito mais alto que qualquer sentimento individualista. A tarefa coletiva foi construida e com sucesso.

Meus movimentos políticos não ocorrem por interesses mesquinhos e imediatos, mas sim  em torno de uma estratégia coletiva, onde a classe trabalhadora seja a maior beneficiada.

A luta não acabou, ela apenas começou… pois as eleições estão batendo à porta.

Agora, nossa tarefa é eleger vereadores do PT e dar sustentabilidade à candidatura Dr Pedro.

Ousar, lutar…

Lutar, vencer!

Às ruas, companheiros!

Reta final das decisões

Caros amigos leitores, o prazo final para as definições eleitorais se aproxima.

Neste mês derradeiro,  a temperatura poderá se elevar a níveis não mensuráveis.

O quadro final esta quase pronto e veremos poucas modificações até outubro, pois praticamente todas as forças políticas já se alinharam em Mongaguá.

Vamos a uma panorâmica geral:

1 – Candidatura do DEM

Partido do atual Prefeito Paulinho, deve vir acompanhado num leque de partidos coligados: PSB, PPS, PSD, PMN entre outros. Carrega o ônus da grande rejeição à atual administração, porém o ritmo intenso de obras sendo entregues, leva esperanças aos partidários do ocupante do Prédio da Getúlio Vargas. Obras como a conclusão do Ginásio de Esportes, assim como a conclusão da reforma da Plataforma de Pesca são pontos a seu favor e de desgaste da candidatura do PSDB. Resta saber se haverá condições de reverter a rejeição popular (que não é pouca).

Paulinho deve concorrer a re-eleição com Dr Uilson (PSB) como vice. É possível que lance o maior número possível de candidatos à vereador.

2 – Candidatura PSDB

Trará a dobrada tucana: Artur (ex- Prefeito) e Márcio (atual vereador). Coligado ao PSDB, alinham-se o PV, PRP, PC do B e PDT. Favorito até meados do ano passado ao retorno ao Paço Municipal, hoje o quadro não é tão tranquilo assim. O desgaste do PSDB a nível nacional atinge o partido na cidade, a recente polêmica em relação ao Bolsa Família promovida por um de seus partidos aliados pode gerar dores de cabeça às lideranças tucanas. O PSDB tem a seu favor o fato de já terem adminsitrado a cidade no período de 2000/2008, o que também é a causa de seu desgaste (por mais parodoxal que seja). O estado de deteriorização da Plataforma de Pesca e do Ginásio de Esportes inacabado durante a gestão tucana, deixaram marcas na lembrança da população. No entanto, o carisma do Ex-Prefeito é um fato… sofre com a campanha errática de seus correligionários que alternam o discurso ao longo do tempo…

Na campanha para vereador, aposta-se no “chapão” (PSDB, PV, PRP, PDT e PC do B), o que poderá desagradar alguns partidos; existe a possibilidade real da formação de duas chapas de candidaturas proporcionais (uma chapa pura do PSDB e outra com os demais partidos).  Eu arriscaria a formação de duas chapas…

3 – Candidatura do PTB

Com a indicação do pré-nome do Dr Pedro, o PTB vem para o pleito como a 3ª via. O leque de aliança incorpora o PT, PMDB, PP e PSol. O PT reivindica a indicação do Vice-Prefeito. Dr Pedro é o candidato com o menor índice de rejeição e também tem um carisma muito grande, por ser médico radicado na cidade há mais de 30 anos. Ainda não há definição da montagem da chapa dos candidatos proporcionais (vereadores). Falam em 2 ou até mesmo 3 chapas. Antecipado, apenas a reprodução da aliança nacional, ou seja: PT/PMDB.

Caso se confirme a dobrada PTB/PT será uma candidatura muito forte, pois o discurso mudancista aliado com a experiência do tarimbado Dr Pedro, poderá ser uma fórmula de grande sucesso. É certo que tal dobrada deverá explorar como nenhuma outra os investimentos do Governo Federal no Município, desde obras do PAC como as de política socias, como o Bolsa-famíla, por exemplo. Além disso, a chapa conta com 3 vereadores, inclusive o Presidente da Camara, que serão ótimos puxadores de votos para a candidatura do PTB.

4 – Outras candidaturas: Seriam basicamente do PR e PRTB

Até agora não apresentaram musculatura para seguir adiante… pode até ser que uma delas mantenha a pré-candidatura até o final (se isso acontecer, talvez o PR), porém  a tradição política de Mongaguá mostra que o grande leque ao redor destes partidos (PR, PRB, PT do B, PTC, PTN, PRTB, PHS, PSDC) poderão apoiar qualquer uma das outras 3 pré-candidaturas. Arriscaria dizer que estes partidos tendem a duas coligações para chapa de vereadores.

Ou seja, amigo leitor deste blog, conform havia escrito no início do ano, a disputa será acirrada, e nenhum candidatura poderá “cantar” vitória antes do final do dia 7 de outubro, Teremos uma eleição sem precedentes na história de Mongaguá.

O que vem por aí…

Amigos de Mongaguá, as eleições municipais se aproximam.

Aqui, em nossa pequena cidade do Litoral Sul, o quadro político é muito interessante. A corrida para o prédio da Avenida Getúlio Vargas será intensa e não há um grande favorito para vencer.

Hoje, há 5 pré-candidatos ao cargo maior do Município: Paulinho (DEM), Artur (PSDB), Dr Pedro (PTB), Patrícia (PT) e Francisco Xavier (PR).

De todas as prés-candidaturas, 3 estão cristalizadas: DEM, PSDB e PTB, as ouras 2 pré-candidaturas caminham para coligações maiores.

As conversas mais adiantadas, em termos de coligações e alianças ocorrem no campo da oposição… entenda-se aqui oposição, as candidaturas de oposição à atual administração e de oposição ao Governo Estadual.

Vamos par uma pincelada em cada pré-candidatura:

DEM – Deverá indicar o atual prefeito, Paulinho. Paulinho apresenta um desgaste natural de sua administração. Conta com alguns trunfos na mão,  como a Reforma da Plataforma de Pesca (em obras eternas na administração anterior), a vinda do SAMU, a construção da UPA em Agenor de Campos (ambas com recurso do Governo Dilma), a construção do novo Fórum e a reforma do Ginásio de Esportes inacabado junto à piscina municipal.  Por outro lado, o desgaste provocado pela notória sujeira nas ruas, pelos buracos crônicos na cidade, pela confusa política viária aliada a questionável política de aluguel de diversos prédios para uso público (a biblioteca foi parar numa sala de shopping) e a polêmica construção da nova escola em terreno alugado, tornam a administração atual alvo de inúmeras críticas.

Alguns afirmam que não conseguirá repetir o desempenho eleitoral de 2008 e que será seu último ano à frente da prefeitura. Não compartilho desta opinião pré-estabelecida. Há o desgaste, sem dúvida… mas com a máquina na mão e diversas obras para entregar em 2012, Paulinho deverá reverter parte do eleitorado a seu favor, porém  não é favorito.

Conta (até o momento) com o apoio dos seguintes partidos políticos: DEM, PSD, PSB, PPS, PMN.  Não há definição do Vice, mas um dos cotados ao cargo é o experiente Dr Uilson (atual Diretor do Hospital de Mongaguá). Conta com o apoio da maioria da Câmara: Zé Pedro (PPS), Badu (PSD), Rafael Redó (DEM), Aida (DEM) e Besny (PSB).

PSDB – Deverá indicar o ex-Prefeito Artur. Virá com chapa pura, com o vereador Márcio Cabeça (PSDB) como vice. O principal trunfo é sua experiência administrativa. Foi Prefeito em 3 ocasiões: 1992/96; 2000/2004; 2004/2008, além de ter sido vice em 1988/1992. Uma nota curiosa é que não conseguiu eleger o sucessor em nenhuma de suas passagens pela Prefeitura. Conta com grande popularidade, porém seu 2º Governo teve grande rejeição o que explicaria a derrota de seu candidato. Contará com o apoio do Governo Estadual, afinal não é segredo para ninguém que o PSDB investirá pesado na região para ampliar a quantidade de Prefeituras em seu favor (hoje o PSDB tem apenas a Prefeitura de Itanhaém em seus quadros).

Partidos que até agora apoiam sua pré-indicação: PSDB, PV, PRP e (surpresa!) PC do B.

Na Cãmara conta com o apoio solitário de Márcio Cabeça (PSDB).

PTB – Deverá indicar o ex Vereador Dr Pedro. Nome sem grandes rejeições, é um político experiente que já disputou o cargo na eleição passada quando estava filiado ao PSDB. O PTB conta com dois vereadores na Cãmara de Vereadores. A Presidência da Câmara é exercida por seu presidente do DM, o vereador Sílvio do Itaóca e é o partido com maior número de filiados na cidade. Não há definição do Vice, pois o PTB continua conversnado com outras forças políticas e podendo ocorrer acordos de  última hora. Pode ser a grande surpresa do processo.

Partidos que apoiam a pré-candidatura: PTB, PP, PMDB, PSol

São 3 os vereadores que apoiam a pré-candidatura: Sílvio do Itaóca (PTB), Baianinho (PTB) e Jacó Neto (PP).

PT – Tem como pré-candidata a advogada Patrícia Paixão. Sem representação na Câmara, porém calcado na popularidade de Lula e Dilma, o PT aposta na politização da campanha. Em seu último encontro Municipal tirou como resolução que terá candidatura Majoritária, porém esta aberto a conversações com outras candidaturas que estejam fora do eixo PSDB/PPS/DEM. Hoje é um dos maiores partidos de Mongaguá em números de filiados, ficando atrás somente do PTB, PP e PSB. Não esta descartado uma aliança com outros partidos (PTB ou PR).

Não tem nome indicado para vice e nem apresenta apoio formal de outros Partidos Políticos.

PR – Apresenta o estreante Francisco Xavier como pré-candidato à Prefeito, capitaneando uma frente de pequenos Partidos: PR, PT do B, PHS e PCN. Não apresenta um nome como vice. Garante que leverá a candidatura até o fim, mas muitos apostam num apoio a uma ou outra candidatura. O PR não tem representantes na Câmara, assim como os outros partidos apoiadores.

Dos grandes partidos a incógnita é o PDT. Rompido com a atual administração, o partido do atual Vice Prefeito (Dr José Fernando) tende a apoiar o PSDB.

Outros pequenos partidos ainda não se definiram, pois as conversas (tanto local, como em âmbito estadual) podem causar reviravoltas inesperadas.

Os Partidos de esquerda mais radical como o PSTU, PCB e PCO não participarão das eleições municipais em Mongaguá em 2012. O ex-candidato a Prefeito pelo PSTU em 2004, filiou-se ao PTB.

Particularmente, julgo que apenas 3 candidaturas concorrerão em outubro. A conversa nos bastidores é forte, assim como o debate no interior dos Partidos é intensa. Na minha modesta avaliação com apenas três candidaturas, o cenário ficará totalmente indefinido, porém com uma pequena vantagem a candidatura oposicionista (local e estadual). Se os candidatos forem quatro ou mesmo cinco, a atual administração aumenta um pouco suas chances de vitória. Para o PSDB o quadro de seus sonhos seria com apenas duas candidaturas, dando um aspecto plebiscitário ao pleito, o que hoje, acredito, esteja totalmente descartado.

Um outro ponto para ser analisado será o tamanho das coligações. Numa cidade sem campanha de TV, o corpo a corpo é fundamental. Daí a necessiadade de arcos de alianças amplos. Partidos que saírem isolados tenderão a derrota.

Ao contrário de outras eleições de Monaguá, quando sempre havia um favorito destacado com antecedência, desta vez a indefinição será a marca.

Se você converssar com um apoiador da atual administração, ele discorrerá sobre as obras que serão entregues e que garantirão a manutenção de Paulinho no cargo de Prefeito.

Converse com um tucano e ele garantirá que Artur retornará nos braços do povo… se bem que nesta época do ano em 2010 eles tinham a certeza da vitória de Serra para Presidente…

Se você puxar conversa com um apoiador do PTB, ficará surpreso com o otimismo dele… Eles garantem que farão um grande  coligação e que disputarão para ganhar.

Finalmente, converse com um petista… ele tem fé absoluta na força do Partido e no crescimento na cidade… porém, uma nova característica esta colocado entre os simpatizantes de Lula e Dilma… o PT de Mongaguá precisa fazer como Lula fez… conversar, conversar, conversar .

Eu aposto numa campanha empolgante, e que àqueles com problemas cardíacos recomendo um check-up antes do processo eleitoral começar para valer…