Arquivo da tag: Radar Esportivo

Almanaque na TV

Amigos,

Nos últimos sete dias tive a oportunidade de participar de dois programas esporivos nas TVs locais, divulgando o almanaque.

A primeira delas foi no “Radar Esportivo”, na TV Com (Santos), comandada pelo “Capitão” Paulo Alberto. Sempre simpático, Paulo Alberto foi o primeiro jornalista da mídia televisiva que cedeu espaço  para que eu divulgasse o almanaque. Ele também foi o primeiro  que acreditou no trabalho quando conheceu o embrião do almanaque num distante 2007.

O Radar Esportivo conta ainda com a participação de integrantes da mesa  e convidados. Estive lá no dia 31 de janeiro, ao lado do Negreiros (craque dos anos 60) e do Cecil Ribeiro.

Participação no Radar Esportivo em fevereiro de 2012, com Guilherme Guarche, Negreiros e Pedro Macedo

Ontem (8 de fevereiro) foi a vez do “Esporte por Esporte”, ancorado pelo veterano Armando Gomes, na TV Santa Cecília (Santos).

O “Esporte por Esporte” é um polêmico programa campeão de audiência na Baixada Santista, tendo algumas vezes superado a Globo (Jô Soares) no IBOPE. No tradicional estilo “mesa redonda”, ontem  estavam na mesa além do Armando Gomes, Samir Carvalho , Wolney Lima, Fabiano Farah e Leonardo Fontes.

Participei em dois blocos do programa (de um total de quatro blocos), onde pude comentar as características do almanaque.

Aos amigos, que acompanharam as duas partcipações, muito obrigado.

Participação no Radar Esportivo

da esquerda para direita: Guilherme Nascimento, Guilherme Guarche, Negreiros e Pedro Macedo

Amigos,

Pude participar na tarde (ou manhã) de ontem do programa Radar Esportivo (TV COM – Santos) em companhia do meu xará Guilherme Guarche, Negreiros (ex-meio campo do SFC), e dos jornalistas Pedro  Macedo e José Carlos Gomes “Passarinho”.

Os temas do programa foram os assuntos óbvios: Santos x Cerro Porteño e o 99º aniversário do Santos FC.

Sobre a partida, eu o meu xará acertamos em cheio. Ele dizia que era partida para o Ganso assumir o comando do jogo… e eu, que apostava em Danilo… parece que acertamos.

Em relação ao aniversário do Peixe, debatemos a presença de atletas negros nos primeiros anos de vida do SFC, mostrando que no Santos sempre  houve espaço para todos, independentemente de etnia ou classe social.

Fotos da inauguração da Vila Belmiro também foram mostradas, algumas bem curiosas, com a presença de automóveis ao redor do campo, com a possibilidade do torcedor acompanhar a partida do interior do veículo.

Vídeo de 1948, com imagens da Vila Belmiro lotada para um Santos x Corinthians.

E no final, a grande polêmica levantada pelo Guarche (a qual estou de acordo): O escudo circular azul, com as letras entrelaçadas em amarelo seria uma concepção artística do editor de uma revista esportiva de 2001. Isto é, tal escudo nunca existira de fato

Fake?

Além da ausência de fontes para esse escudo, o desconhecimento de outras referências, uma dúvida chave se apresenta: Na época, o Santos chamava-se Santos Foot Ball Club, identificado com a abreviação: SFBC…

Onde está o “B” no escudo? O “Foot Ball” só passou para “football” alguns anos depois da fundação, quando o Santos já era alvinegro. Logo, esse escudo não poderia ser de 1912.

Bom, a polêmica foi lançada.

Tanto eu como o Guarche compartilhamos do mesmo ponto de vista. Temos a verdade na mão? Não, não temos. Mas, para aceitar esse escudo é necessário uma prova documental, anterior a 2001. E isso, até agora não foi encontrado…