Arquivo da tag: Sindicato dos metalúrgicos do ABC

Aniversário do LULA!!!

Amigos,

Hoje é o aniversário do Presidente Lula, do Lula.

Lula que acompanho desde 1978.

Lula foi o responsável pelo primeiro comício que vi: FHC candidato ao Senado pelo MDB, Praça da Matriz em São Bernardo do Campo. Lembro-me que cheguei a Praça e perguntei se o Lula ia falar… Dizia-se na época que se FHC conseguisse uma boa votação havia a possibilidade da fundação de um Partido Socialista… nos meus 17 anos, não conseguia distinguir o que era fato, do que era boato de campanha.

Lula em campanha de FHC para o Senado, pelo MDB, 1978. fonte: da internet

Em 79, uma das grandes greves no ABC. O Sindicato dos Metalúrgicos ficava próximo a minha Faculdade e o clima de tensão era gigantesco… militares armados, camburões da PM circulando pelo ABC  e uma mobilização da sociedade inesquecível. O Fundo de Greve para os metalúrgicos era passado em qualquer ambiente… Show da Mercedez Sosa, Ginásio do Ibirapuera, interrompe-se o espetáculo e alguns estudantes sobem ao palco, fazem um breve discurso e inicia-se a coleta para o fundo de Greve.

1980, Lula e outros heróicos companheiros fundam o PT.

Em maio, a passeata dos 100.000 em SBC… Vila Euclides sitiada, SBC sitiada…

Assembléia em Vila Euclides. fonte: www.brasilescola.com

Em 81, arrumei um poster com a frase: “Nunca mais ousem duvidar da capacidade de luta da classe trabalhadora!… Lula”

Em 82, minha primeira eleição, votando para Governador. Lula para Governador.

Vote 3, o resto é burguês! Trabalhador vota em Trabalhador. PT: Trabalho, Terra e Liberdade.

Lula fica em 4º lugar, minha primeira decepção eleitoral.

Para a Assembléia Constituinte, Lula tem votação histórica, mas não votei em Lula, achava que ele seria eleito de qualquer forma.

1989: Lula-lá.

Uma campanha emocionante, de grande militância, de enorme participação de toda a sociedade.

No mês de campanha do 2º turno, muitas vezes a aula no cursinho (pequeno) parava para discutirmos as eleições… e eu sou Professor de Química… não havia uma reclamação sequer… teria se não houvesse o debate em sala de aula… um colega Professor vendia camisetas do Lula às escondidas… Eu dava aula de estrelinha no peito ou com um broche retangular, escrito: Lula-lá

No último debate, levaram uma TV… “aula” só até meia hora antes do debate… depois o cursinho todo se acotovelando ao redor de um aparelho de TV, uns 30 ou 40 alunos, mais professores e funcionários. Eram uns 90% votando em Lula, poucos indecisos e (que eu lembre) nenhum votando em Collor.

A história do 3 em 1, Miriam Cordeiro, o sequestro do Abílio Diniz… a infâmia, o anti-comunismo o discurso do medo…

Fiz boca de urna sozinho, numa cidade que conhecia no máximo 20 pessoas.

No final, uma profunda tristeza…

Em 94, Lula era favorito até abril, maio…

Fui a um comício em São Vicente (de ônibus de linha e sozinho) e presenciei uma  cena que nunca mais esqueci: Durante a fala de Lula, um rapaz negro abraçado numa bandeira do Lula tinha os olhos fixos no palanque… sorvia cada palavra de Lula… aquele rapaz negro, forte e simples tinha seus olhos brilhantes e marejados, pregados em Lula. Realmente fiquei muito impressionado com a capacidade de comunicação de Lula.

Outra boca de urna, acompanhar apuração e outra derrota.

1998: Chapa Brizula. Lula Presidente, Brizola, Vice. Uma grande emoção vivenciei quando na inauguração do Comitê de campanha em São Paulo, onde pude cumprimentar Lula e Brizola. Eu estava diante das duas maiores lideranças políticas do campo popular da história recente do Brasil.

Nova derrota.

Chega a redenção em 2002. Uma vitória de lavar a alma. Comício no Campo de Bagatelli em São Paulo foi apoteótico. Uma enorme festa, gente, gente, mas muita gente presente. Eu estava lá outra vez, desta feita com toda minha família…

A posse em 2003 acompanhei pela TV…

Reeleição em 2006, depois da apoteose em 2002, a vitória de Lula vi com naturalidade… mas, o ódio despertado na elite foi  inquietante

Chegamos em 2010. Lula termina seu mandato histórico. Muito acima das minhas expectativas.

Lula torna-se um mito. Junto com Vargas e JK.

Lula um personagem político que entra para a História. Por seus erros e acertos. Por sua capacidade de diálogo e liderança. Por seu gigantesco carisma.

Parabéns, Presidente.