Arquivo da tag: violência

Um desastre chamado Alckmim

Amigos,

Hoje, domigo, 22 de janeiro de 2012, o governo Alkcmim deixa mais uma vez a população paulista perplexa…

Se a violência na USP, na cracolândia não bastassem, hoje a PM paulista, sob as ordens do Governo do Estado de São Paulo provocou a morte (ainda não confirmada) de 7 pessoas na reintegração de posse de área ocupada em São José dos Campos!

A área em questão estava sendo negociada entre a União (Governo Federal) e os participantes da invasão…

Já havia uma decisão da justiça federal de suspensão da ação de reintegração de posse, quando uma ação intempestiva da PM provocou o banho de sangue!

Parlamentares agredidos como o Deputado Marco Aurélio Souza (PT).

Assim são tratados os problemas sociais no Estado de São Paulo, na pancada! na violência! na truculência!

E os problemas de recursos humanos são tratados com sofismas e dissimulações… a”interpretação” da Secretaria de Educação à aplicação da jornada de trabalho segundo a Lei do Piso é um acinte a inteligência e ao bom senso. A resolução emitida pela SE foi suspensa pela Justiça, com uma liminar obtida pelo Sindicato dos professores, fazendo com que a atribuição de aulas seja feita conforme  a determinação judicial.

Amanhã, veremos qual o comportamento do Governo do Estado de São Paulo, se acatará a determinação da justiça (favorável aos professores) ou não. Isto é, se cumprirá ordem judicial (em âmbito estadual) apenas quando de seu interesse e de seus aliados.

Alckmim, um desastre para o Estado de São Paulo!

leia mais em: http://www.viomundo.com.br/denuncias/deputados-denunciam-manobra-de-ma-fe-do-governador-alckmin.html

http://www.viomundo.com.br/denuncias/domingo-de-guerra.html

http://www.blogcidadania.com.br/2012/01/governo-e-justica-de-sp-tem-que-ser-denunciados-a-oea-e-a-onu/

http://www.consciencia.net/pinheirinho-e-nessas-horas-que-o-jornalismo-da-grande-midia-mostra-a-cara/

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/invasao-de-pinheirinho-atropela-negociacao

PS: As informações iniciais de mortos não foram confirmadas até o momento (23:34). Há inúmeros feridos, sendo que um ocupante levou um tiro e foi submetido a uma cirurgia. Dezesseis pessoas foram presas por resistirem à desocupação. Ainda há tensão no Pinheirinho… Estudantes fazem manifestação em frente a casa do Prefeito de São José dos Campos (Eduardo Cury -PSDB)… Os moradores retirados da área em litígio passarão a noite em barracão com chão de lama…

Skinheads ameaçam na USP

Grupos de skinheads agora ameaçam estudantes da USP.

Parabéns, fascistas de plantão, vocês conseguiram o que queriam… a possibilidade de sangue de estudantes escorrendo na Cidade Universitária.

Os skinheads mais atuantes no Brasil são conhecidos por ações racistas, violentas e ligadas a extrema-direita (o que não significa que todo skinhead seja neonazista).

E são esses grupos violentos que espalharam cartazes na USP ameaçando eventuais usuários de maconha com agressões… junto dos cartazes do skinheads, outros cartazes identificados pela triste sigla “CCC”…

Lei a matéria, aqui: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1009022-skinheads-colam-cartazes-com-ameacas-a-estudantes-na-usp.shtml

Tristes tempos para a USP.

O fascismo roda pela Universidade de São Paulo.

Realengo, depois da tempestade

Amigos,

Passado o enorme impacto da tragédia de Realengo, trago aos seguidores deste espaço a excelente análise do “Bolg das Cinzas”, de Igor Augusto.

Preciso e direto em sua análise, sem buscar culpados para explicar a brutalidade dos fatos, Igor nos leva a uma reflexão mais apurada do ocorrido.

Leia aqui, o texto do Blog das cinzas: http://koborasan.blogspot.com/2011/04/realengo.html?showComment=1303298951745#c2941821110230229244

Ainda sobre o Rio de Janeiro

Amigos,

Entendo que onde há a uma das melhores coberturas  rtelativos aos acontecimentos sobre a situação do Rio de janeiro é no “Conversa Afiada”, blog do jornalista Paulo Henrique Amorim.

PHA publica mais um interessante artigo, “Não é sobre drogas. É sobre território e armas, estúpido ”

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/11/29/nao-e-sobre-drogas-e-sobre-territorio-e-armas-estupido/

Rio de Janeiro

Amigos,

Pouco conheço do Rio de Janeiro… estive por lá em apenas duas ocasiões. Não consigo localizar os bairros da Capital Fluminense sem o auxílio de um mapa.

Nas duas visitas (relâmpagos) que fiz, pude perceber o quanto a natureza foi generosa por aqueles lados.

Daí que considero como ainda mais chocantes as imagens que vimos da cidade na última semana… o cenário divulgado pela grande imprensa é de “guerra”…

Porém, parece que existem algumas diferenças em relação a ocasiões anteriores.

A primeira delas, foi a imediata reação do Governo Estadual e mesmo do Governo Federal, com uma gigantesca mobilização militar em defesa da população. Vendo de longe, apenas acompanhando pelo noticiário, surgem relatos diversos de apoio dos moradores aos militares, sejam policiais, fuzileiros navais ou do exército… para mim isso é de um inedetismo enorme.

Ao que parece, a reação do Estado (entenda-se aqui o poder público) não era esperada pelo tráfico… eles esperavam um contra-ataque, sem dúvida, mas não nas dimensões que o Brasil todo acompanha.

Mesmo sendo leigo em Segurança Pública, analisando de longe, vejo a situação da seguinte maneira:

Passou o momento de enfrentar o poder destes grupos. É evidente que defendo a presença do Poder Público nesses localidades, pois o óbvio nos ensina que se o Estado não cuida da população através de seus serviços (saúde, educação, segurança, lazer…),  alguém (ou um grupo) irá fazer isso, e ao fazê-lo, irá controlar politicamente, culturalmente, moralmente a localidade… e a partir daí exercerá seu domínio.

E é isso que se espera que seja desmontado… que a partir da ação de resgate da comunidade, o Poder Público não mais saia do local. Que as obras do PAC possam seguir em sua normalidade e que a cidadania possa ser exercida em plenitude pelos moradores.

Ao mesmo tempo,  atual abordagem do problema parece que desagrada a alguns setores… uns, gostariam que as forças da lei massacrassem os suspeitos, como por exemplo, durante a fuga desesperada pelas matas da Vila Cruzeiro em direção ao Complexo do Alemão… outros, que temiam e apostavam um banho de sangue nos morros cariocas…

Até agora,  a atuação das forças do Estado fizeram um trabalho inédito, a começar pela articulação entre a Polícia (civil e militar) Estadual e Federal, além da importantíssima colobaração das Forças Armadas. Um trabalho conjunto entre o Governo de Sergio Cabral e o Governo Lula.

Mais uma vez Lula surpreende…

A atuação das forças em defesa da lei e da população foram desconcertantes: cercaram os traficantes; negociaram com os mesmos termos de rendição e prisão; foi dado prazo; respeitou-se o prazo; e finalmente, o Complexo do Alemão foi resgatado para a população.

Creio que mais uma vez o Governo Lula acertou. Méritos para o Governo Sergio Cabral, também. E para aqueles que queriam ver sangue derramando pelas telas de TV, mais uma vez perderam.

O Brasil começa realmente a mudar. Muitos ainda não perceberam, estejam à direita ou à esquerda.