Arquivo da tag: Zito

Surge Pelé e a seleção brasileira perde o complexo de vira latas

Amigos santistas, dando continuidade ao primeiro texto (http://prof-guilherme.capesp.org/archives/4515), vamos conhecer mais 25 curiosidades, agora no período 1954/1962.

Capítulo II

Evaristo Macedo (quando jogador e como técnico)

Assim como em 1954, novamente o Brasil teve que  disputar as eliminatórias para a Copa da Suécia. E Oswaldo Brandão, que comandou o alvinegro no vice-campeonato paulista de 1948 foi o técnico da Seleção (1). Enfrentando o Peru em duas partidas, o Brasil elimina o concorrente sul-americano e segue para Estocolmo. Em campo, Evaristo de Macedo, que também seria técnico do Santos FC em 1993 (2), atua pelo selecionado.

Continue lendo

Fichas técnicas

15/04/1967 Santos FC 2×2 A Portuguesa D (São Paulo) -

Local: Pacaembu – São Paulo (SP)

Competição: Robertão (Roberto Gomes Pedrosa) – Campeonato Brasileiro

R: NCr$ 22.663,00

P: 10.800 estimado pelo custo médio dos ingressos

Árbitro: Anacleto Pietrobon

Gols: Pelé (2, 2º de p) – Lorico e Basílio

Gilmar; Carlos Alberto Torres, Oberdan, Joel Camargo e Rildo; Clodoaldo e Buglê (Lima); Copeu (Dorval), Ismael, Pelé e Abel.

Técnico: Antoninho

APD: Félix; Zé Maria, Jorge, Marinho Perez e  Augusto; Lorico e Paes; Ratinho, Leivinha, Basilio e Rodrigues.

Técnico: Wilson Alves

Primeira partida de Clodoaldo como titular  em jogos de competição.

Clodoaldo Tavares de Santana, substituiu Zito muito bem… foi o dono do meio campo santista de 1968 até 1980. Ganhou diversos títulos, inclusive o Tri-campeonato no México, com a Seleção Brasileira. Comandou os “Meninos da Vila” em 1978.

Encerrou a acarreira no Nacional (Amazonas) em 1981.

Foi Técnico da equipe principal do Santos FC (1982) e dirigente do clube.

Uma vida dedicada ao alvinegro de Vila Belmiro.

28/05/1967 Santos FC 4×1 Seleção do SENEGAL

Local: Dacar (SEN)

Competição: Amistoso

A: El Hadigueye

P: 20.000

Gols: Pelé (2f) +1 e Clodoaldo – Ndiaye

SFC: Cláudio (Laércio), Lima, Orlando (Oberdan), Joel Camargo e Rildo (Geraldino); Clodoaldo e Zito (Buglê); Wilson (Edu), Toninho, Pelé (Almiro) e Abel (Pepe) .

Técnico: Antoninho

SEN: Toumai (Thian); Kader, Abdulaye, Loulou e Moreira (Abou); Gomis e Mousse; Sarr, Pappe, Segagisse e Thyope.

Presença do presidente do Senegal, Léopold Senghor…  O1º gol de Pelé resultou numa cena curiosa: depois de driblar os zagueiros, o goleiro e fazer o gol, Pelé viu o goleiro senegalês esmurrar a trave e sair de campo chorando… Pelé pede desculpas ao goleiro (!!!), mas ele fica irredutível, “não jogo mais”… depois da cena, o SFC “manera” na partida e só volta a marcar no 2º tempo.

13/06/1967 Santos FC 5×4 TSV 1860 Munchen (ALE) -

Local: Estadio Grunwald – Munique (ALE)

Competição: Amistoso

P: 40.000

A: Rieg (ALE)

Gols: Pelé 52′ e 83′, Abel 9′, Edu 78′ e Toninho 81′ – Rebeli 11′ e 32′ e Brundi 18′ e 55′

SFC: Claúdio; Carlos Alberto Torres, Joel Camargo, Orlando Peçanha  e Geraldino; Lima (Zito) e Clodoaldo; Wilson (Edu), Toninho, Pelé e Abel (Pepe)

Técnico: Antoninho

TSV1860M: Radenkobic (Fahrian); Wagner, Patzke, Steiner e Reich; Zeiser e heiss (Ohlars); Kueppers (Konietzka), Brundi, Brunnenmeier e Rebele.

Partida onde Zito mostrou o quanto ele era “o gerente”… entrou e pôs o time para jogar e fazer gols…

23/07/1967 Santos FC 2×1 Guarani FC (Campinas) -

Local: Vila Belmiro Santos (SP)

Competição: Campeonato Paulista

R: NCr$ 30.011,00

P: 12.276

J: Armando Marques

Gols: Carlos Alberto Torres (p) 24′ e Silva 27′ – Oberdã (contra) 7′

SFC: Cláudio, Carlos Alberto Torres, Joel Camargo, Oberdan e Rildo: Clodoaldo e Lima; Toninho, Silva, Pelé e Abel

Técnico: Antoninho

GFC: Dimas; Miranda, Paulo, Guassi e Diogo; Bidon e Milton; Osvaldo, Zé Roberto, Parada e Carlinhos.

Técnico: Aparecido.

Primeira partida de Silva, o “Batuta” .

Valter Machado da Silva, o Silva começou no São Paulo FC, passou pelo Batatais, Botafogo FC (Ribeirão Preto), em 1962 foi contratado pelo SC Corinthians P, seguiu para o  CR Flamengo e chegou ao Barcelona (Espanha)… Retornou ao Flamengo e veio para o Santos FC, onde atuou apenas no 2º semeste de 1967.

Participou da Copa de 1966…

Depois do Santos, ainda atuou no RAcing (Argentina), Vasco da Gama, Botafogo FR , RIo Negro (Amazonas), Atlético Junior (Colômbia) e Tiqueres Flores (Venezuela)

21/12/1967 Santos FC 2×1 São Paulo FC*

Local: Pacaembu – São Paulo (SP)

Competição: Campeonato Paulista (Jogo Extra)

R: NCr$ 151.808,00

P: 43.627

J: Armando Marques

Gols: Edu 10′ e Toninho 12′ – Babá 88′

SFC: Claúdio; Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Joel Camargo e Rildo; Clodoaldo e Buglê; Wilson, Toninho, Pelé e Edu

Técnico: Antoninho

SPFC: Picasso; Renato, Belline, Roberto Dias e Edílson; Nenê e Lourival; Valter “Zum–Zum”, Dejair, Babá e Paraná.

Técnico: Sílvio Pirillo

Santos campeão Paulista de 1967… Primeiro título de Ramos Delgado, um monstro da zaga santista.

José Manoel Ramos Delgado, argentino, chegou ao Santos com 32 anos para substituir Mauro Ramos de Oliveira. Era a saída de um craque e a chegada de outro… Ramos Delgado, comandou com garra, técnica e excelência a zaga santista até 1972. Em 1973 foi para a AA Portuguesa e em seguida encerrou a brilhante carreira.

Na Argentina, atuou pelo Lanús, River Plate e Banfield. Foi titular da selação argentina e participou das Copas de 1958 e 1962.

Veja mais em : http://prof-guilherme.capesp.org/?p=934

Pelé, Zito e Pepe Campeões Mundiais… e o Santos não para: 80 partidas em 1958

Santistas de todo Mundo, Uni-vos!

O ano de 1958 é um marco no futebol brasileiro!

A Seleção do Brasil sagra-se Campeã Mundial pela primeira vez (Suécia) e Pelé é proclamado REI!

Enquanto isso o Santos joga.

E como joga… são 80 partidas ao longo do ano.

Logo no início de 58, recebe a Taça “A Tribuna”, por ter sido a melhor equipe santista no Campeonato Paulista de 1957.

São diversos amistosos por todo 1958, só contra o C Atlético Mineiro foram 5!!!!!

A primeira competição oficial foi o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (o Rio/São Paulo). Uma campanha com poucos destaques, como a vitória no Maracanã, contra o America por 5×3 e a alucinante partida contra a SE Palmeiras, com a vitória por 7×6!!!!!!!!!

Veja a campanha santista:

America FC – 5×3 – Maracanã

Botafogo FR – 2×2 – Pacaembu

SE Palmeiras – 7×6 – Pacaembu

CR Flamengo – 2×3  – Pacaembu

A Portuguesa D – 2×3 – Pacaembu

São Paulo FC – 2×4 – Pacaembu

CR Vasco da Gama –  0x1 – Maracanã

SC Corinthians P – 1×2  – Pacaembu

Fluminense FC – 3×0 Vila Belmiro

Termina na 7ª colocação (Vasco da Gama foi o campeão)

Em seguida, participa do Torneio Charles Miller (promovido pela FPF), com os 3 melhores do Campeonato Paulista de 1957:

13/04 – SC Corinthians P – 2×2

24/04 – São Paulo FC – 2×1

Em seguida, a participação no Torneio Início. Que é resumida a uma única apresentação: 0x3 A Portuguesa D ( América FC, de São José do Rio Preto, foi Campeão).

Enquanto  Zito, Pelé e Pepe servem à Seleção Brasileira, o Santos FC parte para excursões pelo interior do Brasil.

Seleção que perderá seu complexo de “vira-latas”, como dizia Nelson Rodrigues.

Seleção que só embalou na Copa do Mundo a partir da 3ª partida, quando Zito, Pelé e Garrincha entraram no time. Pepe ficou de fora por sentir uma contusão na véspera da competição.

Os jogos da seleção foram: 3×0 Aústria; 0x0 Inglaterra e 2×0 URSS (1ª fase)

1×0 País de Gales (gol de Pelé)

5×2 França (3 gols de Pelé)

5×2 Suécia (2 gols de Pelé)

Na foto ao lado (copadomundo.uol.com.br), Pelé campeão do Mundo aos 17 anos, chora copiosamente no peito de Gilmar.

Gilmar, que atuaria no Santos FC a partir de janeiro de 1962.

Brasil, Campeão do Mundo de 1958!

Voltando ao Santos FC:

em 04/05 vence a AA Caldense (4×1), no dia 11/05 bate o combinado AA Caldense/Rio Branco FC (Andradas) (4×1).

Duas partidas em Goiás: 7×1 no Sírio Libanês FC e 1×1 com o Goiânia EC.

E é na partida entre Santos FC e Sírio Libânes FC que aparece para o futebol, o mago da pequena área: Coutinho.

Antonio Wilson Honório, faz a sua 1ª partida pelo alvinegro, com 15 anos incompletos (exatamente, 14 anos, 11 meses e 7 dias) !!!! Coisa que apenas o Lula (técnico do SFC) poderia promover.

Coutinho é uma das lendas santistas…

Jogou até 1967, saiu do Santos e voltou em 1969, ficando até 1970.

Foi o melhor companheiro de Pelé!

Realizou 450 partidas e marcou 368 gols.

É o 3º maior artilheiro da história do SFC, e poderia ter feito ainda mais gols, se não fosse o problema físico que tinha (tendência para engordar e contusão sofrida no joelho).

Participou da Copa do Mundo no Chile, em 1962, sagrando-se bicampeão mundial.

Imagem: footbook.com.br

De Goiás, para o Paraná. Em Ponta Grossa, mais duas apresentações: 5×2 no Guarani e 2×0 no Operário.

Dali, uma nova excursão pelas Minas Gerais:

Primeira parada: BH (0x0 e 2×5 C Atlético Mineiro). Depois pelos caminhos da Gerais…

2×1 Valerio (em Itabira); 0x1 Acesita (Acesita); 3×0 Ateneu (Montes Claros);

Uma esticada no interior do Paraná: 4×2 Comercial (Cornélio Procópio) e 2×1 Londrina (Londrina).

e finalmente retorna à Minas na última partida antes da estreia no campeonato Paulista: Uma vitória sobre a Seleção de Itajubá, por 2×1.

Essas partidas foram disputadas durante o período da Copa na Suécia, e as fichas técnicas de algumas delas não estão completas (partidas no interior de MG) . Desde já esse blogueiro pede ajuda aos amigos que acompanham a saga santista, qualquer informação será bem recebida.

No Campeonato Paulista foi uma farra de gols e goleadas… o Título foi conquistado com recordes sobre recordes. Pelé foi o artilheiro com 59 gols em 33 partidas!!!!!!

O ataque santista é demolidor, são 143 gols em 38 jogos!

Em pé: Ramiro, Airton Pavilhão, Veludo, Geraldo Scotto, Dalmo e Zito; .Agachados: Dorval, Jair Rosa Pinto, Pelé, Pagão e Pepe.

Repare no escudo… não era um novo modelo, mas o uniforme que estava desbotado!

A Campanha do Campeão:

Jabaquara AC – 7×3 (VB); 6×2 (VB)

CA Juventus  – 2×0 (Javari); 7×1 (VB)

EC XV de Novembro (Piracicaba) – 6×0 (VB); 5×0 (Roberto Gomes Pedrosa)

Botafogo FC – 2×2 (Luis Pereira); 4×0 (VB)

Comercial FC – 1×1 (Parque São Jorge); 9×1 (VB)

América FC – 0x0 (São José do Rio Preto); 3×1 (VB)

A Portuguesa D – 4×3 (VB); 1×1 (Canindé)

Noroeste EC – 0x1 (Alfredo Castilho); 3×0 (VB)

A Ferroviária E – 4×3 (VB); 1×2 (Fonte Luminosa)

São Paulo FC – 1×0 (VB); 2×2 (Pacaembu)

AA Ponte Preta – 4×0 (VB); 2×1 (Moisés Lucarelli)

SE Palmeiras – 1×0 (Parque Antártica); 2×1 (VB)

EC XV de Novembro (Jaú) – 5×2 (VB); 0x0 (Artur Simões)

AA Portuguesa – 2×1 (Ulrico Mursa); 6×1 (VB)

EC Taubaté – 3×0 (VB); 2×3 (Joaquim de Moraes)

CA Ipiranga – 4×1 (Américo Guazelli – Santo André); 8×1 (VB)

Nacional AC – 10×0 (VB); 4×3 (Comendador de Souza)

SC Corinhtinas P – 1×0 (Pacaembu); 6×1 (VB)

Guarani FC – 8×1 (VB); 7×1 (Brinco de Ouro)

Nada menos que 18 goleadas!!!!!!!

Observações:

* O Ipiranga passa a mandar seus jogos em Santo André;

* A AA São Bento muda novamente de nome, retorna a Comercial FC mandando seus jogos em São Paulo);

* Durante o Campeonato, uma desastrosa excursão ao Rio Grande do Sul (1×5 SC Internacional e 0x4 Grêmio FPA);

* O Campeonato Paulista com 20 clubes, em turno e returno, foi muito criticado… excesso de jogos era o motivo das críticas. A média de público em toda competição foi baixa: 4.877 pessoas.

* Na partida contra o América, em São José do Rio Preto, o Santos recebeu a Taça “Café Cimo”.

Fichas Técnicas Selecionadas:

30/01/1958 Santos FC  2×5 C Atlético Mineiro (Belo Horizonte)

Local: Independência – Belo Horizonte (MG)

Competição: Amistoso

Renda: Cr$ 292.280,00

Árbitro: João Etzel

Gols: Pelé 11′ e Guerra 44′ – Tomazinho 32′ e 77′, Jair 13′ e 54′ e Márcio 82′

SFC: Manga; Dalmo e Fiote; Hélvio, Zito e Urubatão (Brauner); Dorval, Afonsinho, Guerra (Raimundinho), Pelé e Pepe (Alfredinho).
Técnico: Lula

CAM: Arizona (Zé Maria); Anísio e Grilo (William); Benito, Jair e Nilsinho; Márcio, Nilson, Tomazinho, Alvinho e Dino (Amorim)

Técnico: Newton Anet.

Nesta partida Pelé perdeu penalti (Arizona defendeu). provavelmente foi o 1º pênalti perdido por Pelé, enquanto atleta profissional. Além desse amistoso, ocorreram também: 2×0 (em 02/02); 2×2 (em 05/02); 0x0 (em 03/06) e 2×5 (em 05/06)… não foram bons os resultados contra o Galo Mineiro, em 1958.

06/03/1958 Santos FC 7×6 SE Palmeiras (São Paulo)

Local: Pacaembu – São Paulo (SP)

Competição: Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Torneio Rio/São Paulo)

Renda: Cr$ 1.676.995,00

Público: 43.068

Árbitro: João Etzel Filho

Gols: Pelé 21′, Pagão 25′, Dorval 32′, Pepe 38′, 45′ + 1′, 83′ e 86′ – Urias 18′ e 79′, Nardo 26′, Paulinho 61′, Mazzola 64′ e 72′

SFC: Manga; Hélvio (Urubatão) e Dalmo; Fioti, Ramiro e Zito; Dorval, Jair Rosa Pinto, Pagão (Afonsinho), Pelé e Pepe.

Técnico: Lula

SEP: Edgard (Vitor), Waldemar Carabina e Édson; Formiga (Maurinho), Valdemar de Fiúme e Dema; Paulinho, Nardo (Caraballo), Mazzola, Ivan e Urias.

Técnico: Oswaldo Brandão

Falar do ano de 1958 e não comentar essa partida é uma heresia… Mas os 7×6 merecem uma postagem à  parte.

17/05/1958 Santos FC 7×1 Sírio Libanês FC (Goiânia)

Local: Pedro Ludovico (provável) – Goiânia (GO)

Competição: Amistoso

Renda: Cr$ 120.000,00

Árbitro: Francisco Moreno

Gols: Jair Rosa Pinto (2), Álvaro (2), Dorval e Coutinho e Getúlio – Bil Brair

SFC: Manga (Laércio); Getúlio (Pinduca) e Dalmo; Feijó, Ramiro e Fioti; Dorval, Álvaro, Guerra (Raimundinho), Jair Rosa Pinto (Coutinho) e Hélio.

Técnico: Lula

SLFC: Miguel; Sergio e Barreto; Otaviano, Jonas e Badaria; Zezé, Da Guia, Bil Brair, Zezinho e Pedrinho.

Estreia de Coutinho no SFC. Uma partida histórica, sem dúvida.

11/09/1958 Santos FC 10×0 Nacional AC (São Paulo)

Local: Vila Belmiro – Santos (SP)

Competição: Campeonato Paulista

Renda: Cr$ 165.505,00

Árbitro: Juan Brozzi

Gols; Pelé 19′, 70′, 87′ e 89′, Guerra 20′, 55′ e 63′, Dorval 77′ e ??? e Urubatão 43′

SFC:Manga; Ramiro e Feijó; Getúlio, Urubatão e Zito; Dorval, Álvaro, Guerra, Pelé e Pepe.

Técnico: Lula

NAC: Valentino; Nino e Mario; Gonçalves, Pixo e Roderlei; Edgard, Jorge, Lavorato, Elson e Vasco.

Maior goleada do SFC no Campeonato Paulista

07/12/1958 Santos FC 6×1 SC Corinthians P (São Paulo)

Local: Vila Belmiro – Santos (SP)

Competição:  Campeonato Paulista

Renda: Cr$ 849.200,00

Árbitro: Esteban Marino

Gols: Pelé 5′, 15′, 36′ e (p) 73′, Pepe 52′ e Pagão 82′ – Zague 41′

SFC: Manga; Ramiro e Dalmo; Getúlio, Urubatão e Zito; Dorval, Jair Rosa Pinto, Pagão, Pelé e Pepe

Técnico: Lula

SCCP: Cabeção; Idario, Olavo e Oreco; Valmir e Roberto; Bataglia, Indio, Zague, Rafael e Tite.

Técnico: Cláudio

Pepe marcou um gol de calcanhar! Uma surra santista no alvinegro paulistano… fato corriqueiro nos próximos 10 anos!!!!!

O Santos retorna ao Torneio Rio/São Paulo

Santistas de todo Mundo, uni-vos!

O Mundo ficava um lugar cada vez mais perigoso. Os EUA explodiam a primeira bomba de hidrogênio, a chamada “bomba H”, baseado  no princípio da fussão nuclear e não da fissão nuclear como na bomba atômica. O princípio da fusão nuclear é o mesmo do funcionamento de uma estrela como o Sol, onde átomos pequenos se fundem (graças a altas quantidades de energia), gerando outros maiores e uma quantidade ainda mais gigantesca de energia que é liberada na forma de calor e luz.  

Veja o vídeo abaixo, com imagens de testes nucleares: 

Abaixo do equador a coisas não estavam tão quentes…  

Continue lendo